20 SITES DE CURSOS GRATUITOS, 100 sites ...

20 SITES DE CURSOS GRATUITOS, 100 sites de Emprego & ARTIGOS DIVERSOS - DICAS PARA OS MEMBROS da RSR - Rede Social de Relacionamento

ESPAÇO RESERVADO PARA ATUALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES:
 
Início
Entrem no meu FACE.....
 
 

 Olá ,
Espero que gostem da LEITUTA ABAIXO: Diversos Artigos sobre EMPREGABILIDADE, EMPREENDEDORISMO e TEMAS TRANSVERSAIS

Abraço!

Ir.: Prof. Marcelo Ferreira .: SIM 209.919-3-MM, desde 18/04/2001 - SER: 38994-9. desde 25/05/2006  
Psicopedagogo Clínico e Institucional (2005), Pedagogo (1990), Professor e Educador Social (desde de 2005) e Especialista em Ensino a Distância (pós EAD - SENAC- 2013) e Tutoria on Line (extensão FGVON LINE - 2010).

SITES INTERESSANTES: 

58 cursos gratuitos em 18 universidades.http://canaldoensino.com.br/blog/site-oferece-58-cursos-gratuitos-em-18-universidades
14 sites para você estudar na Internet. http://canaldoensino.com.br/blog/14-sites-para-voce-estudar-na-internet
40 cursos universitários gratuitos com início em Agosto.http://canaldoensino.com.br/blog/40-cursos-universitarios-gratuitos-com-inicio-em-agosto
Link da Sala Online (darueira): https://us88.spreed.com/checkin/jc/606464154?p=PIN690940&u=alexandre.farina%40darueira.com&fm=1
300 cursos grátis no SENAC .http://canaldoensino.com.br/blog/senac-tem-mais-de-300-cursos-gratis
Educopédia é opção para professores pesquisarem conteúdos pedagógicos.http://bit.ly/14a1WHR
Unicamp disponibiliza gratuitamente conteúdo acadêmico.
http://canaldoensino.com.br/blog/unicamp-disponibiliza-gratuitamente-conteudo-academico
12 mil apostilas e cursos online gratuitos.http://canaldoensino.com.br/blog/12-mil-apostilas-e-cursos-online-gratuitos
Professores e educadores - Mestrado em e-laerning: 
www.scoop.it
Curso grátis ensina professor a usar tecnologia em sala de aula.
http://canaldoensino.com.br/blog/curso-gratis-ensina-professor-a-usar-tecnologia-em-sala-de-aula

ADICIONANDO CONCEITOS - COACHING e a PSICOLOGIA HUMANÍSTICA.

 

 

A psicologia humanista é um ramo da psicologia em geral e da psicoterapia em particular, considerada como a terceira via, ao lado da psicanálise e da terapia comportamentla. A psicologia humanista busca, assim uma humanização da psique, considenrando o homem um processo em construção, detentor de liberdade e pode de escolha. A Psicologia Humanística acredita que as pessoas têm escolhas e desejam exercitá-las.
Um dos principais teóricos da Psicologia Humanista foi Abraham Maslow  (1908-1970), americano, considerado o pai espiritual do movimento humanista, acreditava na tendência individual da pessoa para se tornar auto-realizadora, sendo este o nível mais alto da existência humana. Maslow criou uma escala de necessidades a serem satisfeitas e, a cada conquista, nova necessidade se apresentava. Isso faria com que o indivíduo fosse buscando sua auto-realização, pelas sucessivas necessidades satisfeitas, conforme gráfico abaixo:
 
 
 
Outro grande teórico da Psicologia Humanista foi Carl Rogers (1902-1987), americano, que baseou seu trabalho no indivíduo. Sua visão humanista surgiu através do tratamento de pessoas emocionalmente perturbadas. Ele trabalhou com um conceito semelhante ao de Maslow, a que deu o nome de tendência atualizante, que é a tendência inata de cada pessoa atualizar suas capacidades e potenciais.
 
Defendeu, também, a idéia de auto conceito como um padrão organizado e consciente das características de cada um desde a infância que, à medida que novas experiências surgem, esses conceitos podem ser substituídos ou reforçados. Para ele, a capacidade do indivíduo de modificar consciente e racionalmente seus pensamentos e comportamentos, fornece a base para a formação de sua personalidade.

Como na Teoria de Maslow e Rogers o Coaching convida os clientes para serem arquitetos de seus próprios futuros fazendo escolhas e assumindo a responsabilidade por essas escolhas.
O processo facilita a capacidade de a pessoa verificar a realidade, de se observar e observar os outros.

O interessante na abordagem Rogeriana é que a aplicação do seu método em Coaching passa por um processo de amadurecimento do próprio Coach, já que ele não pode simplesmente apropriar-se da “técnica”, antes que lhe seja próprio e natural agir conforme as condições desenhadas por Rogers. Percebe-se então, que a expressão de uma afetividade incondicional só ocorre devidamente se brotar com sinceridade do Coach; não há como simular tal afetividade.Por isso se diz que não existe uma “técnica rogeriana”, mas sim Coaches cuja conduta pessoal e profissional mais se aproximam da perspectiva de Carl Rogers.

Quanto maior o grau de confiança e maior o vínculo, maior a possibilidade do cliente (Coachee) mover-se na direção do futuro, localizando seu objetivo, criando e detalhando alternativas que irão facilitar e acelerar a sua realização profissional e pessoal.

Por conta desta teoria, foi possível também, associar o jeito de ser dos coaches a partir de uma concepção mais positiva do ser humano, sem deixar com isto, de reconhecer e considerar a importância de todos os aspectos funcionais / operacionais e de todas as implicações que estas irradiam no cotidiano. Este formato de trabalho frente à relação de parceria e ajuda entre coach e coachee (cliente) nos remete a abordagem centrada na pessoa (ACP) proposta por Carl Rogers (1983), onde o autor vai olhar tal relação como uma oportunidade de facilitar o crescimento do outro (neste caso, o coachee / cliente) a partir do potencial existente no mesmo. Os indivíduos fortalecidos e os grupos percebidos como sendo dignos de confiança e competentes para enfrentar e resolver os problemas.

COACHING É SOPRAR BRASAS !

4 executivos contam como ser o número 1 nas empresas

Estes quatro executivos foram revelados pela VOCÊ S/A com outros 100 potenciais CEOs. Eles chegaram lá e agora contam como ser o número 1

São Paulo - Identificar executivos com potencial de liderar as empresas de amanhã. Essa era a proposta do CEO do Futuro, projeto da VOCÊ S/A que teve início em 2001, contou com sete edições e foi realizado em parceria com Korn/Ferry e Fundação Instituto de Administração.

Em sua primeira edição, recebeu 1.000 currículos. Os candidatos tinham o histórico auditado e as competências mapeadas. A informações eram confrontadas com as habilidades exigidas para ser presidente. O perfil dos vencedores foi publicado na VOCÊ S/A.

Dos 104 eleitos, 24 se tornaram presidente de empresa. O prêmio foi criado nos primeiros anos do Plano Real (de estabilidade econômica, portanto), quando centenas de empresas chegavam ao país ou estavam expandindo seus negócios. As companhias tinham urgência em identificar líderes — e o CEO do Futuro prestou esse serviço.

O prêmio teve sua última edição em 2008. A queda do número de inscrições motivou a decisão de encerrar o projeto, que deixou história. Em 2003 foi fundado o Instituto CEO do Futuro, que dá cursos para jovens de baixa renda, de 18 a 25 anos, se desenvolverem profissionalmente — 300 deles já foram capacitados.

No LinkedIn, o grupo CEOs do Futuro conta com 78 executivos que estiveram nas páginas da VOCÊ S/A.

Marcelo Miranda

35 anos, CEO do Futuro em 2006,  se tornou presidente da construtora BS em 2009. Atualmente comanda a Precon Engenharia.

Quem é ele: engenheiro e líder precoce, Marcelo assumiu a área financeira da construtora Andrade Gutierrez aos 23 anos. Desde então, os desafios vem aumentando.

Conselho de carreira: "Nunca perca seus ideais. Q

João Ramires
 

39 anos, CEO do Futuro em 2003, assumiu a direção da Coca-Cola Guararapes em 2004. É o atual gerente-geral da Coca-Cola no Brasil.

Quem é ele: carioca, administrador de empresas, João é um workaholic diagnosticado. Aos 23 anos, já estava com pressão alta. Hoje, faz esportes e tem uma vida regrada.

Conselho de carreira: "Não se contente com soluções simplistas".

Anna Chaia

44 anos, CEO do Futuro em 2002, se tornou presidente da L’Occitane no Brasil em 2009. Em agosto do ano passado, a empresa anunciou que optou por uma gestão francesa e nomeou Benjamin Beaufils presidente.

Quem é ela: formada em marketing, passou por diferentes setores de grandes empresas, como Unilever, Natura e Whirlpool.

Conselho de carreira: "Invista na sua formação. Eu tentei ser consistente desde o começo, investindo também na prática".

Rodrigo Santos

38 anos, CEO do Futuro em 2005, se tornou presidente da Monsanto em janeiro deste ano

Quem é ele: engenheiro agrônomo, Rodrigo é tido pelos pares como um profissional inovador e criativo.

Conselho de carreira: "Tenha um olhar empreendedor, veja o positivo das coisas e busque os porquês".
 

Os 13 maiores riscos das empresas em 2013

Pesquisa Excellence in Risk Management identifica a interrupção dos negócios como principal risco para as empresas neste ano

Wiros/Flickr

 

Homem tenta se equilibrar em corda bamba

 

Segundo a pesquisa, 74% dos consultados afirmam ainda precisar observar os riscos da empresa com mais cuidado

 

São Paulo – Estar na liderança de uma empresa envolve uma grande capacidade de lidar com riscos – sejam eles externos ou internos à corporação.

Anualmente, pesquisa Excellence in Risk Management consulta lideranças de diversas empresas para mapear onde moram os principais perigos para as empresas

Neste ano, foram 1 200 entrevistados entre gerentes, coordenadores de áreas e risco e altas lideranças. Eduardo Takahashi, diretor executivo da corretora Marsh, que elabora a pesquisa, diz que o assunto vem ganhando relevância nas empresas nacionais, graças ao dinamismo da economia. “O risco se tornou algo mais volátil. Ele se transforma e muda de direção muito rápido”, diz.

As redes sociais e a velocidade dos ciclos de negócios têm tornado os eventos que oferecem risco à uma empresa muito mais frequentes – sejam eles riscos tradicionais, como a variação cambial, ou mais atuais, como as crises dereputação. “Os prejuízos financeiros e de reputação têm ficado cada vez mais graves”, afirma Takahashi.

Segundo a pesquisa, 74% dos consultados afirmam ainda precisar observar os riscos da empresa com mais cuidado. “Tem faltado um pouco de planejamento para dar um passo adiante e mitigar o risco com ações pontuais, e não só com monitoramento”, diz.

Veja, a seguir, os 13 maiores riscos das empresas segundo a pesquisa Excellence in Risk Management. 

 

 Risco
Interrupção dos negócios
Condições Econômicas
Liquidez
Riscos Regulatórios/Compliance
Destruição/Perdas de Recursos Físicos
Mitigação ou sinistros
Catrastrofe natural
Mudanças Legais ou regulatórias
Disponibilidade de seguros para mitigar riscos
10ºRisco a saúde e segurança no trabalho
11ºReputação de marca
12ºContinuidade de Negócios/Execução do Gerenciamento de Crise
13ºDisponibilidade de capital

 

4 formas de motivar seus funcionários sem por a mão no bolso



É possível dar um gás na equipe sem investimentos milionários nem campanhas milagrosas; veja sugestões de pequenas atitudes para manter a motivação em alta

Nesse campo entra também a flexibilidade de horário e a previsibilidade de iniciativas e prazos. No entanto, tudo isso precisa não só ser comunicado aos funcionários, como deve ser valorizado na hora da contratação. “O custo financeiro dessa prática é zero e pode ser melhor explorada”, diz.

Leia Mais

2 Aprendizado

Possibilidades de aprendizado sempre funcionam bem como uma ferramenta de troca com os funcionários – em especial os mais jovens. Mas se o caixa da empresa não tem  permitido o investimento em pós-graduações e MBAs, por exemplo, a oportunidade de vivenciar outros setores e experiências pode funcionar muito bom. “Existem empresas que são verdadeiras escolas, que possibilitam o que chamo de aprendizado tácito. É importante que os gestores saibam valorizar isso”, diz Ferraz. 

O chamado job rotation – que pressupõe a oportunidade de trocar de atividade dentro da mesma empresa por período pré-determinado – é uma prática barata que pode ser atendida. “Esse aprendizado informal acaba sendo muito mais valioso para os funcionários”, diz.

3 Reconhecimento

É claro que uma promoção é sempre a forma mais óbvia de reconhecer o trabalho de um funcionário. Mas a prática constante do feedback é um trabalho que só exige um maior cuidado na gestão da equipe. 

O custo dessa ferramenta é apenas a boa vontade de dar retornos sinceros e objetivos aos funcionários. “Elogiar só por elogiar tira o valor dessa moeda de troca. Assim como a crítica excessiva torna ela frágil”, afirma Ferraz. “O reconhecimento é importantíssimo.”

4 Autorrealização

Quem nunca viu aqueles funcionários que não ganham uma fortuna, não têm segurança de seus cargos – que nem são altos – e ainda assim trabalham com todo o prazer? Essa sensação vem da sensação de pertencer a uma equipe que de fato faz a diferença. “Ele precisa ter essa sensação clara da sua missão”, diz Ferraz. “No caso de um restaurante, por exemplo, saber que ele fez parte da elaboração de uma receita que foi eleita a melhor da cidade, por exemplo, é garantia de que haverá mais retorno daquele trabalho.”


Já tivemos oportunidades de discutir aspectos de liderança aqui no Blogtek, no artigo Conciliar talentos e habilidades – a difícil arte de liderar, e anteriormente, no artigo Foco em seus pontos fortes, e já temos novos artigos sobre o tema preparados. Por que esta ênfase na questão da Liderança? O PMBoK Guide, 5th edition, destaca em vários momentos a importância do Líder como Gerente de Projeto.

RESPONSABILIDADES E COMPETÊNCIAS DO GERENTE DE PROJETO:

No item 1.7.1, o PMBoK Guide destaca que o Gerenciamento Efetivo de Projetos requer do Gerente de Projeto as seguintes competências:

Conhecimento – se refere ao que o GP conhece sobre Gerenciamento de Projetos

Performance – se refere ao que o GP é capaz de fazer ou obter, aplicando seu conhecimento.

Pessoal – se refere a como o GP se comporta quando gerindo o projeto. Efetividade pessoal engloba atitudes, características pessoais e liderança.

HABILIDADES INTERPESSOAIS DO GERENTE DE PROJETO

Este item 1.7.2 é tão importante que remete a todo um apêndice, Apêndice X3, no qual são destacadas as habilidades interpessoais requeridas para um Gerente de Projeto. Destacamos aqui os principais conceitos relacionados a cada uma destas habilidades:

L01-Business Man And Building Construction by khunaspixLiderança: Respeito e Confiança, mais do que Temor e Submissão, são os elementos-chave da Liderança Efetiva. A Liderança Efetiva é crítica no início do projeto, qundo é necessário comunicar a Visão e motivar e inspirar a equipe a alcançar alta performance.

L02-Business Team With Puzzle by David Castillo DominiciTeam Building (mantive o termo original, pois além de ser bem conhecido no meio, não há um termo em Português que traduza eloquentemente a acepção desta ideia): os resultados do Team-Building são Confiança Mútua, alta qualidade na troca de informações, melhores decisões, e Gerenciamento efetivo do projeto.

L03-Motivation Word by Stuart MilesMotivação: O sucesso do projeto depende do Comprometimento (não apenas envolvimento) da equipe do Projeto, o que é diretamente ligado ao nível de motivação.

L04-Global network concept by NutdanaiComunicação: A Comunicação tem sido apontada como uma das maiores razões para o sucesso ou fracasso do Projeto. Comunicação envolve técnicas (Listening Techniques), Estratégias de  Gerenciamento e Negociação de Conflitos, Tomada de Decisão e Solução de Problemas.

L05-Guide On Smartphone Showing Guidance by Stuart MilesInfluência: É a estratégia de compartilhar Poder e usar suas habilidades interpessoais para o atingimento de objetivos comuns, Diretrizes: Liderar pelo Exemplo, Esclarecer o Processo Decisório, Ajustar o Estilo à Audiência.

L06-Man Standing Under Direction Board by David Castillo DominiciTomada de Decisão: Há quatro estilos básicos para a Tomada de Decisão -Comando, Consulta, Consenso ou Aleatório, e quatro fatores que impactam o estilo decisório – restrições de tempo, confiança, qualidade e aceitação. Evidentemente, este é um aspecto importantíssimo do Gerenciamento de Projetos, por isto já abordado aqui no Blogtek em Metodologia de Tomada de Decisão – método AHP (Analytical Hierarchy Process), e Metodologia de Tomada de Decisão – Árvore de Decisão.

L07-Smiling Friends With Circle Shape by stockimagesConsciência Política e Cultural: A maioria dos projetos hoje em dia se desenvolve em um ambiente globalizado, em que se destaca a diversidade cultural. Não reconhecer e não RESPEITAR  esta diversidade cultural pode levar a enormes problemas de Comunicação, afetando fortemente os resultados do projeto.

L08-People On Business Negotiation by jscreationzsNegociação: as diversas partes interessadas (stakeholders) tem frequentemente opiniões divergentes sobre diversos aspectos do projeto, sendo necessário conduzir uma negociação para a obtenção do consenso. Deve se buscar a negociação Ganha-Ganha, mas nem sempre é possível. Há que se focar em tópicos e interesses, mais do que em posições (não é uma COMPETIÇÃO!)

L09-Hand Holding Believe Stone by thepathtravelerConstrução da Confiança: a Confiança é associada à Cooperação, Compartilhamento de Informações, e Resolução efetiva de Problemas. Ser direto e explícito, sem usar evasivas, olhar além de seus próprios interesses, ser direto e franco na Comunicação, demonstrar real preocupação com os demais: estes são ingredientes fundamentais para a Construção da Confiança.

L10-Tug Of War 3d Characters Shows Strength And Adversity by Stuart MilesGerenciamento de Conflitos: Projetos não são o Nirvana. Conflitos são inevitáveis durante o projeto, devido a requisitos incongruentes, competição por recursos (!!!!), falha na comunicação, e muitos outros. O Gerenciamento de Conflitos é um dos maiores desafios para o Gerente de Projeto, e envolve todas as demais habilidades interpessoais já citadas.

L11-Training Definition Magnifier by Stuart MilesCoaching (mantive também o termo original, por ser bem conhecido no meio. Acrescento também que do termo Coaching derivou, há muitos anos, o termo em Português Cocheiro, o que dirigia as carruagens. Então, coaching pode ser entendido como um direcionador): coaching significa desenvolver a equipe para atingir os mais altos níveis de competência e performance. O PMBoK Guide destaca a diferença entre Coaching e Aconselhamento. O Aconselhamento de refere a situações em que os membros da equipe “não estou propenso a fazer”, mais do que “não consigo fazer” (won’t do versus can’t do). O Coaching se refere a situações em que são desenvolvidas competências para os membros da equipe, para que migrem do status “não consigo fazer” para “consigo fazer” (can’t do para can do).

GERENCIAMENTO DOS RECURSOS HUMANOS DO PROJETO:

Esta é uma das Áreas de Conhecimento do Gerenciamento de Projetos, a qual se desdobra em quatro Processos:

Planejar o Gerenciamento de Recursos Humanos

Obter a Equipe de Projeto

Desenvolver a Equipe de Projeto

Gerenciar a Equipe de Projeto

Claramente, esta é uma área em que as habilidades interpessoais do gerente de projeto são fundamentais, mas por ser uma área muito extensa, oportunamente desenvolveremos estes temas.


O Planejamento de uma Parada de

Manutenção – Parte 1

 

Business Concept by cooldesignO que é uma Parada de Manutenção? Nas indústrias de processo, muitos dos equipamentos não podem ser retirados da produção para fins de manutenção, enquanto a planta estiver operando. Portanto, após um determinado período de tempo, denominado “campanha da unidade”, é necessário parar a planta para poder fazer manutenção em TODOS os equipamentos. É isto que denominamos Parada de Manutenção.

PARADA DE MANUTENÇÃO – O CONCEITO DE INDÚSTRIA DE PROCESSO

Em oposição às Indústrias de Fabricação, as Indústrias de Processo são definidas pela APICS (American Production and Inventory Control Society – http://www.apics.org/dictionary/dictionary-information?ID=3062) como:

Indústrias de processo são aquelas que adicionam valor aos materiais através de mistura, separação, conformação ou reações químicas. O processamento pode ser tanto contínuo como em bateladas (lotes) e geralmente requerem rígido controle do processo e alto investimento de capital.

 Processamento por bateladas:

Um processo industrial que prioritariamente programa curtos ciclos de produção de produtos.

 Processamento contínuo:

Processo no qual as interrupções são mínimas em qualquer corrida de produção ou entre corridas de produção de produtos que exibam características de processo, tais como líquidos, fibras, pulverizados, gases.

Por vezes, o termo contínuo é entendido como indústrias que trabalham 24 h/dia.

As Indústrias de Fabricação tem inúmeras etapas, consistindo de sistemas discretos (enumeráveis), enquanto nas Indústrias de Processo o sistema é contínuo e interligado. As Indústrias de Processo são indústrias da área de óleo e gás, petroquímico, siderurgia, papel e celulose, bebidas e alimentos, e fármacos.

São justamente as Indústrias de Processo, com processamento contínuo, aquelas que demandam a Parada de Manutenção, a qual ocorre após um período variável, dependendo do tipo de indústria. Mesmo dentro de uma mesma indústria, este período (tempo de campanha) varia. No refino de petróleo, unidades de destilação atmosférica e a vácuo tem uma campanha de cerca de 4 anos, unidades de processamento de gás natural (UPGN) tem campanhas em torno de 5 anos, e as caldeiras tem, por força da NR-13, campanhas de 12 meses (se a unidade tiver um Serviço Próprio de Inspeção de Equipamentos – SPIE – a campanha pode se estender para 18 meses). Na siderurgia as campanhas são sensivelmente menores.

PARADA DE MANUTENÇÃO – CARACTERIZAÇÃO PMI

 Night Scene Of Chemical Industrial by supakitmod2Segundo o PMI, “Projeto é um conjunto de atividades temporárias, realizadas em grupo, destinadas a produzir um produto, serviço ou resultado únicos”.

Um projeto é temporário no sentido de que tem um início e fim definidos no tempo, e, por isso, um escopo e recursos definidos.

E um projeto é único no sentido de que não se trata de uma operação de rotina, mas um conjunto específico de operações destinadas a atingir um objetivo em particular. Assim, uma equipe de projeto inclui pessoas que geralmente não trabalham juntas – algumas vezes vindas de diferentes organizações e de múltiplas geografias.

Então, percebemos claramente que uma Parada de Manutenção se enquadra no conceito de Projeto:

 

  • É formado por atividades temporárias, ou seja, a Parada de Manutenção tem início e término perfeitamente caracterizados
  • Tem um escopo muito bem definido, usualmente denominado Lista de Serviços de Parada, e tem recursos dimensionados para realizar este escopo
  • Ainda que a Parada de Manutenção ocorra regularmente em ciclos de alguns anos (campanhas), cada parada é diferente das demais em termos de escopo, prazo, recursos requeridos
  • Na Parada de Manutenção trabalham equipes múltiplas, tais como Manutenção, Operação, Inspeção, Engenharia, Suprimentos, e frequentemente são recrutados esforços em outros órgãos e locais da empresa

Ainda que a Parada de Manutenção se enquadre na definição de Projetos segundo  PMI, este evento tem características bem distintas da maioria dos Projetos, principalmente no que tange à duração (tipicamente de 20 a 45 dias, com variações que dependem do tipo de indústria) e na concentração do uso de recursos (mão de obra, equipamentos, materiais).

  • Evolução rápida dos serviços em relação ao tempo.
  • Prazos curtos para a realização, comparados à quantidade de trabalhos.
  • Grande número de frentes de trabalhos e de recursos envolvidos e significativa variedade de habilidades e especialidades.

Por estas razões, especial atenção deve ser dada ao Planejamento da Parada de Manutenção.

PARADA DE MANUTENÇÃO – PLANEJAMENTO

DEFINIÇÃO DO ESCOPO:

Diversos elementos contribuem para a definição do escopo de uma Parada de Manutenção. Ao término de uma Parada de Manutenção, é essencial ter-se um Relatório de Parada, no qual devem ser descritos os principais serviços executados, as dificuldades encontradas, as soluções técnicas utilizadas, recursos demandados, condições dos equipamentos, reparos executados, e eventuais reparos não executados. Este relatório é o primeiro input para a definição do Escopo.

Ao longo da Campanha, a Operação vai registrando problemas operacionais, dos quais alguns requerem imediata intervenção da Manutenção, e outros que não podem ser executados durante a campanha, irão agregar o Escopo da próxima parada de manutenção.

Registros da Manutenção ao longo da campanha também formam o escopo da próxima parada. Alguns reparos executados pela Manutenção podem ter atendido às necessidades da Operação, com a Unidade voltando a operar normalmente, porém a Manutenção pode visualizar a necessidade de um reparo mais efetivo e duradouro, a ser realizado na Parada de Manutenção.

Evidentemente, os registros da Inspeção de Equipamentos são input fundamental para a definição do escopo da próxima Parada de Manutenção: medição de espessura de tubulações e equipamentos, termografia de fornos, caldeiras, painéis e transformadores, análise metalográfica do óleo lubrificante, acompanhamento da vibração de equipamentos rotativos, etc.

Engenharia pode estar desenvolvendo projetos de melhoria a serem implementados na próxima Parada de Manutenção, o que também será um input do Escopo da Parada de Manutenção.

As relações entre diferentes departamentos na Parada de Manutenção

As relações entre diferentes departamentos na Parada de Manutenção

O Escopo de uma Parada de Manutenção é usualmente denominado Lista de Serviços da Parada. Apesar de ser um documento dinâmico, permitindo modificações, há que se definir um momento para o Congelamento do Escopo, ou seja, um momento a partir do qual novos serviços não poderão ser incluídos. Isto porque é a partir da Lista de Serviços que é definida a Estratégia de Contratação, Compra de Materiais, Definição de Prazo da Parada, e mudanças na Lista de Serviços podem impactar severamente os resultados.

A definição do momento ideal de Congelamento do Escopo é vital, face às diferentes percepções que Manutenção e Operação têm da Parada (ver artigo aqui no Blogtek). Usualmente é também definida uma instância superior para a autorização de novos serviços na Parada, pois eventualmente isto pode ser necessário, mas não pode ser rotineiro.

ETAPAS DO PLANEJAMENTO DA PARADA DE MANUTENÇÃO

Após o congelamento do Escopo, a Lista de Serviços é consolidada, ou seja, é analisada por um grupo de preparação e planejamento da parada, buscando identificar inconsistências. Por exemplo, o histórico da Inspeção pode recomendar a manutenção em um determinado equipamento da Unidade, porém pode haver um projeto da Engenharia no qual este equipamento não será mais utilizado, sendo substituído por outro.

A Lista de Serviços consolidada é o referencial de partida para uma série de atividades cujos prazos em relação a esta data podem variar, em função das características de cada indústria, do prazo de campanha de cada unidade.

  • Estratégia de Contratação: com o conhecimento dos principais serviços, pode-se definir a estratégia de contratação, etapa muito importante em um Projeto, conforme já vimos em artigo aqui no Blogtek.
  • Aquisição dos principais materiais: alguns materiais podem ter ressuprimento automático, sendo apenas necessário ajustar parâmetros para a possibilidade de consumo acima do esperado durante a parada. No entanto, há materiais que devem ser adquiridos especificamente para a Parada.
  • Prazos da Parada: com base no macro-planejamento, será definido o prazo da parada, a ser estabelecido nos contratos a serem elaborados. Usualmente, o Planejamento Executivo é deixado a cargo das empresas que irão realizar os serviços.
  • Estrutura Organizacional: dependendo do porte da Parada, dos recursos disponíveis, das especialidades envolvidas, será definida a Estrutura Organizacional da Parada, a qual poderá ser Matricial, solução que dispende menos recursos e permite melhor aporte técnico a cada área de trabalho, ou Hierárquica (tradicional), solução que privilegia a rapidez no processo decisório e minimiza conflitos na utilização de recursos.
Estrutura Organizacional Tradicional em uma Parada de Manutenção

Estrutura Organizacional Tradicional em uma Parada de Manutenção

Estrutura Matricial em uma Parada de Manutenção

Estrutura Matricial em uma Parada de Manutenção

  • Lay-out da Estrutura da Parada: ao contrário de empreendimentos “Green field” (construção de novas unidades), a Parada ocorre em um site onde já há um Planta operando, e possivelmente outras plantas próximas estarão operando durante a Parada de Manutenção, sendo portanto vital um adequado estudo do lay-out da estrutura da parada, otimizando a utilização dos poucos espaços livres existentes, e levando em conta a necessidade do fluxo de informações e trabalho, agilizando o processo decisório.
  • Interfaces: havendo diferentes especialidades trabalhando em ritmo intenso, e compartilhando espaços reduzidos, especial atenção deve ser dada ao gerenciamento de interfaces, definindo posicionamento e rotas para máquinas de elevação de cargas, detectando interferências entre serviços, compartilhamento de recursos, etc. Seguem-se alguns exemplos de interfaces comuns em uma Parada de Manutenção:
    • Motores e bombas
    • Bombas e tubulação
    • Isolamento e pintura
    • Tubulação e pintura
    • Tubulação e isolamento
    • Caldeiraria e refratário
    • Operação e manutenção (parada e partida)
    • Campo e oficinas

A figura a seguir ilustra o sequenciamento de algumas destas principais atividades, sem considerações de prazo. O prazo deve ser ajustado às características de cada Parada, de cada indústria:

Sequenciamento das principais atividades no Planejamento de uma Parada de Manutenção

Sequenciamento das principais atividades no Planejamento de uma Parada de Manutenção


A Gestão Estratégico-Financeira da

Manutenção – Parte 2

 

No último post, tivemos a honra de publicar a primeira parte desta contribuição do Engenheiro e Professor Lourival Tavares. Damos aqui continuidade ao artigo Gestão Estratégico-Financeira da Manutenção. Para continuar recebendo os artigos, cadastre seu e-mail aqui no topo do blog, em Assine o Blogtek.

A MANUTENÇÃO NA ERA GLOBALIZADA

Para que a Manutenção possa ser eficiente, eficaz e efetiva e, desta forma contribuir para a sobrevivência das empresas, no atual mundo globalizado deve buscar atender às seguintes condições:

1) Escolher a estrutura organizacional adequada (Centralizada, Descentralizada, Mista)

Na estrutura centralizada o órgão de manutenção está localizado no mesmo nível dos níveis operacionais e atende a todos eles com uma única equipe.

Este tipo de estrutura está sendo adotado em 32% das empresas brasileiras segundo a pesquisa da ABRAMAN (Associação Brasileira de Manutenção) no ano de 2011.

MCN 07

Na estrutura descentralizada a manutenção fica distribuida sob cada área operacional. O grande inconveniente deste tipo de estrutura é que ao distribuir o Planejamento e Controle da Manutenção e a Engenharia de Manutenção pelas áreas operacionais se geram diversos padrões diferentes de procedimento o que impossibilita a integração corporativa da função. De acordo con a pesquisa da ABRAMAN de 2011, 27% das empresas brasileiras adotam este tipo de estrutura.

MCN 08

Na estrutura mista cada área operacional tem uma equipe para atender as atividades regulares da área e existe um órgão de manutenção ao mesmo nível dos operacionais onde se centraliza o Planejamento, Controle e Gestão da Manutenção além de uma equipe chamada “Oficina Central” que está qualificada para atender a qualquer das áreas que necessitem de reforço em seus efetivos. Este tipo de estrutura é adotada por 41% de las empresas brasileiras de acordo com a pesquisa da ABRAMAN de 2011.

MCN 09

2) Estabelecer o vínculo entre a estrutura selecionada e a empresa.

Por suas características de atuação, a manutenção se relaciona com as áreas que atuam na relação externa da empresa, ou seja, Operação, Vendas, Marketing e Patrimonio.

Por sua vez, manutenção também se relaciona con as áreas que provêem os recursos para que a empresa possa desenvolver sua atividade, ou seja, Materiais, Compras, Contratos, Recursos Humanos, etc.

Portanto, manutenção é, por sua natureza funcional uma função corporativa e, por conseguinte, tem deveres e responsabilidades inerentes ao êxito ou fracasso da empresa.

MCN 10

3) Estabelecer a Missão e a Visão

Para cumprir as exigências cada vez maiores de atuação é recomendável que esteja definida a Missão e a Visão da área de manutenção e dentre as diversas sugestões que encontramos em nossa investigação, as que nos pareceram mais adequadas são:

MISSÃO – Oferecer a nossos clientes soluções efetivas baseadas em serviço Oportuno, Inovador, Confiável, de Custo Competitivo em tudo  relacionado à Manutenção e atividades afins que psamos desenvolver.

VISÃO – Ser considerada, pela empresa à qual oferecemos e damos nosso serviço, como a melhor opção dentro de nossas atribuições.

A definição da Missão e Visão tem que estar bem clara e difundida entre o pessoal pois, se não, temos o risco de nos transformarnos em um “órgão pato”! (3)

O pato é uma ave que faz de tudo – voa, nada sobre a água, nada embaixo da água, anda, canta – porém faz tudo isto muito mal!! (3)

Cadastre seu e-mail no topo do blog (Assine o Blogtek!) para receber automaticamente as atualizações do blog. Seu e-mail NÃO será usado para fins comerciais.

Compre o livro do Engenheiro Lourival Tavares:

Novo-Livro-Mantenimiento-Centrado-en-el-Negocio

REFERÊNCIAS

(1)  Caja de Herramientas – www.infomipyme.com/…/custos.htm – Guatemala  – Consulta en 13 mar 2012

(2)  Aplicação del Lean Manufacturing al Manutenção – Ing. Jorge Luiz M. Felix – TCC 24 ENGEMAN – Mar 2012

(3)  Ing. Rodolfo Stonner – Curso Diplomado PEMEX 2007

(4)   www.portalgerenciais.com.br – Histórico da Administração Estratégica – Marcopolo Marinho – Acesso em 07 Sep 2012


O Gerenciamento das Comunicações em

Projeto

 

Chacrinha

Hoje o Blogtek tem o prazer de publicar um artigo do competente e simpático colega engenheiro Isnaldo, falando sobre um tema que impacta fortemente o Gerenciamento de Projetos: o Gerenciamento das Comunicações em Projeto.

“Quem não se comunica se trumbica” 
“Eu vim para confundir e não para explicar”.

Estas frases foram popularizadas pelo pernambucano José Abelardo Barbosa de Medeiros, o Chacrinha. Observando algumas fotos curiosas de placas de trânsito, me perguntei: será que elas podem nos dizer alguma coisa sobre o Gerenciamento das Comunicações em Projeto?

 

O GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES: INFORMAÇÃO ININTELIGÍVEL

 

Placa ilegível

Placa ilegível

Parte das informações da placa acima está ilegível. Mesmo próximo da placa e sem nenhuma obstáculo à mesma, não conseguimos lê-la. No Projeto podemos estar diante de uma situação como esta. Alguma informação está sendo passada e não temos condição de captá-la totalmente. Às vezes é uma língua estrangeira que está sendo escrita ou falada de tal forma que temos dificuldade de compreender. Às vezes é na nossa língua pátria mesmo. Como? Um texto ou conversa extremamente técnica; Quem nunca se deparou, por exemplo, com um algum parecer jurídico no qual você leia um parágrafo e não entenda nada? Nessas situações, a informação está lá escrita ou dita com todas as letras e ainda assim haverá pessoas que não poderão compreender, quase como se fosse ilegível.
 

 

O GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES: INFORMAÇÃO OBSTRUÍDA

 

 

Placa oculta

Placa oculta

A placa acima, bem acima diga-se de passagem, está perfeita e eventualmente pode até ser vista se nos posicionarmos em um outro ângulo. Mas deste ângulo, que parece ser o mais utilizado, dada a posição do semáforo abaixo à esquerda, parte da informação está obstruída. No projeto podemos ter canais de comunicação obstruídos. Essa obstrução pode se dar de várias formas, como por exemplo:

 

  • Canal de comunicação não mapeado – daí você não sabe que tem que informar aquela determinada pessoa;
  • Excesso de níveis hierárquicos até a informação chegar “na ponta”;
  • Informação propositadamente obstruída por ser uma vantagem competitiva;

O GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES: INFORMAÇÕES DÚBIAS

 

Informações confusas

Informações confusas

Por favor, alguém pode me dizer para que direção é Niterói e Vitória? É em frente a direita ou é voltando a direita?  Nota-se que é uma placa mais antiga e uma nova.  No projeto isso também acontece: informações duplicadas, confusas. E quantas vezes nos confundimos com as informações que são realmente para ser utilizadas ou estão desatualizadas?

 

O GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES: INFORMAÇÕES CONFUSAS E EM EXCESSO

 
Too much info!!!

Too much info!!!

Essa é uma placa sobre limite de velocidade perto de uma escola em Southfield, no estado de Michigan (EUA, que deixou os motoristas confusos por conta do excesso de informação que consta na placa. A sinalização indica seis horários diferentes em que os condutores devem manter o limite de 25 milhas por hora (40 km/h). No projeto, o excesso de informação é uma realidade. Atas, E-mails, Pareceres, Desenhos, Apresentações, etc. O excesso de informação pode dificultar a identificação do que é importante, entre outras consequências, como confundir o que deve ou não ser feito, como ocorreu no caso verídico da foto acima. Por isso as metodologias de Gerenciamento de Projeto apregoam a racionalização da informação e dos canais de comunicação.
 

 

CUIDADOS NO GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES

 
Muitos dos problemas na Gestão de Projetos tem sua origem na má comunicação ou mesmo na ausência da mesma. Precisamos estar atentos ao assunto de forma a minimizar os ruídos que naturalmente existem no processo de comunicação.Planejar a comunicação é tão importante quanto planejar o projeto em tempo e custo, ou seja: definir estratégias de trabalho, avaliar riscos, criar a EAP, estabelecer os recursos necessários, distribuí-los no tempo e elaborar o cronograma. Entretanto tudo isso só terá sentido e resultado, ser for comunicado e entendido pelas partes interessadas no projeto.


MS-Project – Dicas e Pegadinhas (Tips

& Tricks)

Structure Of Process Plant by supakitmodO MS-Project é sem dúvida o software mais popular para gerenciamento de projetos. Porém, ouso afirmar que 90% dos usuários não usam sequer 10% dos recursos que o MS-Project possui. Por, isso publico aqui algumas dicas e pegadinhas do MS-Project.

 

 

 

DURAÇÃO CONTÍNUA NO MS-PROJECT

Ao abrir um novo projeto no MS- Project, a duração das atividades é inserida em unidades de tempo estipuladas como padrão em Semanas, mas que pode ser modificado pelo usuário para Minutos, Horas, Dias, Semanas, ou Meses. É só clicar em Ferramentas, Opções, na abaCronograma,  que surgirá a janela que vemos a seguir, onde o usuário faz a sua opção em A duração é inserida em:, conforme a escala de tempo de seu projeto. Importante notar que mesmo que escolha Dias como padrão, se quiser colocar alguma duração em Semanas, é só digitar 3 sem, que o Project aceita.

 Proj01 - opções

No entanto, independente da unidade de tempo escolhida, muitas vezes o usuário quer colocar uma atividade em duração contínua (por exemplo, 30 dias corridos). Há como criar um calendário especial de regime 24h/dia, 7 dias/semana, e atribuí-lo à tarefa, porém esta NÃO é a melhor maneira. Para inserir 30 dias corridos, basta digitar 30 dd (corresponde a 30 dias decorridos, esta é uma tradução inadequada, como muitas outras no Project, o mais lógico seria 30 dias CORRIDOS), ou, se estiver utilizando a versão em Inglês, 30 ed (30 elapsed days). De uma maneira geral, para transformar uma unidade de tempo em unidade contínua, basta colocar d após a abreviatura da unidade de tempo, por exemplo, hddd ou ainda sd, e em Inglês, antecipar a abreviatura da unidade de tempo por e, tal como eh, ed ou ew.

Prazo de cotação é um prazo legal, em dias corridos

Prazo de cotação é um prazo legal, em dias corridos

ATRIBUIÇÃO DE RECURSOS NO MS-PROJECT

Em muitos projetos, queremos definir que, por exemplo, Carlos dedique 30% de seu tempo a uma atividade e 40% de seu tempo a uma outra atividade. Este é o padrão com que o Project trabalha, por isso sua forma de atribuição de recursos é na forma de porcentagem. Porém, em muitas fases do Projeto, não há pessoas específicas, porém funções. Imagine que para uma determinada atividade técnica desejemos atribuir 5 projetistas. Na forma de porcentagem, teríamos que atribuir 500% de Projetistas, o que não é uma forma usual de se referir a quantidades. Neste caso, seria melhor usar a forma decimal, 5 Projetistas. Se esta situação é frequente (e geralmente é), podemos modificar o Padrão, mais uma vez acessando o menu FerramentasOpções, abaCronograma, e em Mostrar unidades de atribuição como:, escolher Porcentagem ouDecimal, como vemos a seguir:

Os recursos podem ser atribuídos às tarefas na forma de Porcentagem ou Decimal (quantidade)

Os recursos podem ser atribuídos às tarefas na forma de Porcentagem ou Decimal (quantidade)

ATIVIDADES CONTROLADAS PELO EMPENHO NO MS-PROJECT

Se uma atividade leva 12 horas para ser feita com duas pessoas, isto perfaz 24 homens-hora, portanto se alocarmos três pessoas, esta atividade será executada em 8 horas, certo? Nem sempre!!! Por exemplo esta atividade pode estar sendo realizada por uma dupla de mecânico + eletricista, talvez acrescentar apenas um elemento não adiante, talvez fosse necessário acrescentar mais uma dupla. Outro contra-exemplo: se em uma atividade dobrarmos o efetivo de 20 pessoas para 40 pessoas, o local pode não suportar, ou então, a dispersão das pessoas tende a aumentar, portanto pode ser que a duração não se reduza à metade! Outro exemplo, mencionado no Post Nivelamento de recursos: 20 montadores de andaime podem montar um andaime de grande altura em 10 horas (200 homens-hora), mas dois não o farão em 100 horas!

Porém o Project trabalha com o conceito de que as atividades são controladas pelo empenho, ou seja, uma vez estimada a duração e atribuídos os recursos, é calculado o Trabalho (homens-hora), e este é considerado fixo, portanto novos recursos atribuídos irão alterar a duração de forma MATEMÁTICA: Trabalho = Duração x Unidades (recursos). Além dos comentários do parágrafo anterior, há também a possibilidade de termos esquecido de associar algum recurso, e a correção leva uma tremenda confusão às durações. Imaginemos que estimamos a duração da atividade de Construção de pré-moldados a duração de 6 dias, com os recursos de 4 pedreiros, 2 armadores e 4 ajudantes, como vemos a seguir:

Construção de pré-moldados

Construção de pré-moldados

Porém, nos esquecemos de alocar 2 carpinteiros, para a construção das fôrmas! Adicioná-los não deveria modificar a duração, pois apenas esqueci de alocá-los na tarefa, independente da sua duração. No entanto, ao adicioná-los, veja o que ocorre:

Duração alterada pela inclusão de 2 carpinteiros
Duração alterada pela inclusão de 2 carpinteiros

Todos aqueles que trabalham com o Project já devem ter passado por esta situação! Como evitá-la? Podemos antes de modificar a tarefa, desmarcar a opção Controlada pelo Empenho, porém, se não quisermos ter este problema, ao abrir um novo arquivo no Project, mais uma vez, basta irmos ao menu FerramentasOpções, aba Cronograma, e desmarcar a opção As novas tarefas são controladas pelo empenho. Se quisermos que esta nossa opção seja válida não apenas neste projeto, mas seja um padrão em seus projetos, basta Definir como padrão:

 

Desabilitando a opção "Controlada pelo Empenho"

Desabilitando a opção “Controlada pelo Empenho”

CRIANDO DEPENDÊNCIAS PARCIAIS NO MS-PROJECT

O padrão ao criarmos dependências é criá-las no modo Término-Início, ou seja, quando termina uma atividade, inicia-se a atividade sucessora. Podemos entretanto criar outros modos de dependência, tais como Início-Início, Término-Término, ou Início-Término. Além disto, podemos inserir uma defasagem (o Project chama de Latência, o que é uma tradução horrorosa e fora do contexto) de prazo entre as atividades.

Imaginemos que temos uma sequência de duas atividades, Montagem do Canteiro, prevista para 8 dias, e Construção dos spools, prevista para 12 dias (spools são trechos de tubulação, usualmente fabricados em oficinas ou pipe-shops, e levados para montagem no campo).  A Construção dos spools evidentemente é sucessora da Montagem do Canteiro. Porém, uma análise do Planejamento percebe que para dar início à Construção dos spools não é necessário que todo o canteiro esteja concluído. Estando pronto os pipe-shops e vestiários, com energia, evidentemente, pode-se iniciar a Construção dos spools, ainda que esteja em andamento a montagem dos escritórios e respectivo mobiliário, TIC, etc. Podemos detalhar mais a Montagem do Canteiro, ou então, admitir que quando a Montagem do canteiro estiver pela metade, podemos iniciar a Construção dos spools. Veja o vídeo!

 

Construção dos spools se inicia 4 dias após o início da Montagem do Canteiro

Construção dos spools se inicia 4 dias após o início da Montagem do Canteiro

Porém, se em decorrência de chuvas ou outros imprevistos, a Montagem do canteiro atrasar? Quatro dias de defasagem podem não ser suficientes! Então, neste caso, podemos criar uma defasagem em termos de PORCENTAGEM de prazo, por exemplo, 50%:

 

Dependência parcial usando Porcentagem de prazo
Dependência parcial usando Porcentagem de prazo

Um outro exemplo: Após a Concretagem da Base, devemos aguardar a cura do concreto (admitamos 48 horas) para Colocar o motor na base. Para tanto, podemos usar o conceito de dependência parcial, porém veja o que ocorre quando lançamos 48 horas de defasagem:

 

Defasagem de 48h ??????

Defasagem de 48h ??????

O que aconteceu foi que o Project entende 48 horas como horas úteis, portanto sendo 8h/dia, teremos 6 dias de defasagem, e ainda temos dois fins de semana neste prazo!!! Então, nestas circunstâncias, vamos utilizar o conceito de horas corridas (veja o primeiro assunto deste artigo), ou seja 48 hd. Agora sim:

 

Defasagem de 48 horas CONTÍNUAS (corridas)

Defasagem de 48 horas CONTÍNUAS (corridas)

Na realidade, as 48 horas se encerram de Sábado para Domingo. Como a atividade “Colocar o motor na base” está programada em dias úteis, ele se iniciará na Segunda-feira. Se quisermos que esta atividade se inicie logo após as 48 de cura, independente se é dia útil ou não, devemos programar esta atividade para dias não úteis também (por exemplo, usando dd, ou um calendário que inclua dias não úteis)

Breve publicaremos mais Dicas e Pegadinhas do MS-Project! Acompanhe o Blogtek! Assine o Blogtek para receber automaticamente as atualizações.



Já tivemos oportunidades de discutir aspectos de liderança aqui no Blogtek, no artigo Conciliar talentos e habilidades – a difícil arte de liderar, e anteriormente, no artigo Foco em seus pontos fortes, e já temos novos artigos sobre o tema preparados. Por que esta ênfase na questão da Liderança? O PMBoK Guide, 5th edition, destaca em vários momentos a importância do Líder como Gerente de Projeto.

RESPONSABILIDADES E COMPETÊNCIAS DO GERENTE DE PROJETO:

No item 1.7.1, o PMBoK Guide destaca que o Gerenciamento Efetivo de Projetos requer do Gerente de Projeto as seguintes competências:

Conhecimento – se refere ao que o GP conhece sobre Gerenciamento de Projetos

Performance – se refere ao que o GP é capaz de fazer ou obter, aplicando seu conhecimento.

Pessoal – se refere a como o GP se comporta quando gerindo o projeto. Efetividade pessoal engloba atitudes, características pessoais e liderança.

HABILIDADES INTERPESSOAIS DO GERENTE DE PROJETO

Este item 1.7.2 é tão importante que remete a todo um apêndice, Apêndice X3, no qual são destacadas as habilidades interpessoais requeridas para um Gerente de Projeto. Destacamos aqui os principais conceitos relacionados a cada uma destas habilidades:

L01-Business Man And Building Construction by khunaspixLiderança: Respeito e Confiança, mais do que Temor e Submissão, são os elementos-chave da Liderança Efetiva. A Liderança Efetiva é crítica no início do projeto, qundo é necessário comunicar a Visão e motivar e inspirar a equipe a alcançar alta performance.

L02-Business Team With Puzzle by David Castillo DominiciTeam Building (mantive o termo original, pois além de ser bem conhecido no meio, não há um termo em Português que traduza eloquentemente a acepção desta ideia): os resultados do Team-Building são Confiança Mútua, alta qualidade na troca de informações, melhores decisões, e Gerenciamento efetivo do projeto.

L03-Motivation Word by Stuart MilesMotivação: O sucesso do projeto depende do Comprometimento (não apenas envolvimento) da equipe do Projeto, o que é diretamente ligado ao nível de motivação.

L04-Global network concept by NutdanaiComunicação: A Comunicação tem sido apontada como uma das maiores razões para o sucesso ou fracasso do Projeto. Comunicação envolve técnicas (Listening Techniques), Estratégias de  Gerenciamento e Negociação de Conflitos, Tomada de Decisão e Solução de Problemas.

L05-Guide On Smartphone Showing Guidance by Stuart MilesInfluência: É a estratégia de compartilhar Poder e usar suas habilidades interpessoais para o atingimento de objetivos comuns, Diretrizes: Liderar pelo Exemplo, Esclarecer o Processo Decisório, Ajustar o Estilo à Audiência.

L06-Man Standing Under Direction Board by David Castillo DominiciTomada de Decisão: Há quatro estilos básicos para a Tomada de Decisão -Comando, Consulta, Consenso ou Aleatório, e quatro fatores que impactam o estilo decisório – restrições de tempo, confiança, qualidade e aceitação. Evidentemente, este é um aspecto importantíssimo do Gerenciamento de Projetos, por isto já abordado aqui no Blogtek em Metodologia de Tomada de Decisão – método AHP (Analytical Hierarchy Process), e Metodologia de Tomada de Decisão – Árvore de Decisão.

L07-Smiling Friends With Circle Shape by stockimagesConsciência Política e Cultural: A maioria dos projetos hoje em dia se desenvolve em um ambiente globalizado, em que se destaca a diversidade cultural. Não reconhecer e não RESPEITAR  esta diversidade cultural pode levar a enormes problemas de Comunicação, afetando fortemente os resultados do projeto.

L08-People On Business Negotiation by jscreationzsNegociação: as diversas partes interessadas (stakeholders) tem frequentemente opiniões divergentes sobre diversos aspectos do projeto, sendo necessário conduzir uma negociação para a obtenção do consenso. Deve se buscar a negociação Ganha-Ganha, mas nem sempre é possível. Há que se focar em tópicos e interesses, mais do que em posições (não é uma COMPETIÇÃO!)

L09-Hand Holding Believe Stone by thepathtravelerConstrução da Confiança: a Confiança é associada à Cooperação, Compartilhamento de Informações, e Resolução efetiva de Problemas. Ser direto e explícito, sem usar evasivas, olhar além de seus próprios interesses, ser direto e franco na Comunicação, demonstrar real preocupação com os demais: estes são ingredientes fundamentais para a Construção da Confiança.

L10-Tug Of War 3d Characters Shows Strength And Adversity by Stuart MilesGerenciamento de Conflitos: Projetos não são o Nirvana. Conflitos são inevitáveis durante o projeto, devido a requisitos incongruentes, competição por recursos (!!!!), falha na comunicação, e muitos outros. O Gerenciamento de Conflitos é um dos maiores desafios para o Gerente de Projeto, e envolve todas as demais habilidades interpessoais já citadas.

L11-Training Definition Magnifier by Stuart MilesCoaching (mantive também o termo original, por ser bem conhecido no meio. Acrescento também que do termo Coaching derivou, há muitos anos, o termo em Português Cocheiro, o que dirigia as carruagens. Então, coaching pode ser entendido como um direcionador): coaching significa desenvolver a equipe para atingir os mais altos níveis de competência e performance. O PMBoK Guide destaca a diferença entre Coaching e Aconselhamento. O Aconselhamento de refere a situações em que os membros da equipe “não estou propenso a fazer”, mais do que “não consigo fazer” (won’t do versus can’t do). O Coaching se refere a situações em que são desenvolvidas competências para os membros da equipe, para que migrem do status “não consigo fazer” para “consigo fazer” (can’t do para can do).

GERENCIAMENTO DOS RECURSOS HUMANOS DO PROJETO:

Esta é uma das Áreas de Conhecimento do Gerenciamento de Projetos, a qual se desdobra em quatro Processos:

Planejar o Gerenciamento de Recursos Humanos

Obter a Equipe de Projeto

Desenvolver a Equipe de Projeto

Gerenciar a Equipe de Projeto

Claramente, esta é uma área em que as habilidades interpessoais do gerente de projeto são fundamentais, mas por ser uma área muito extensa, oportunamente desenvolveremos estes temas.

 


Risk Management On Laptop Showing Risky Analysis by Stuart MilesRecentemente publicamos aqui no Blogtek um artigo sobre Gerenciamento de Riscos – Conceitos, e iremos agora aprofundar a análise dos processos que compõem o Gerenciamento de Riscos. Hoje iremos abordar o processo Planejar o Gerenciamento de Riscos.

PLANEJAR O GERENCIAMENTO DE RISCOS – PRIMEIROS PASSOS

Ainda que os processos do Gerenciamento de Riscos sejam bem intuitivos para todos aqueles com um mínimo de experiência em Gerenciamento de Projetos (Identificar Riscos, Analisar qualitativa e quantitativamente os riscos, Planejar as respostas aos Riscos, e Controlar os Riscos), é fundamental um planejamento prévio, pois o próprio conceito de risco é variável entre organizações, entre diferentes categorias de risco, diferentes ambientes ou países.

Para planejarmos as atividades de Gerenciamento de Riscos, é fundamental conhecer a Tolerância ao Risco da organização, e os Limites aceitáveis, para cada categoria. É importante até conhecer as categorias de riscos. O PMBoK Guide 5th ilustra, como exemplo, riscos relativos a Custo, Prazo, Escopo e Qualidade, que são os mais usuais. Para um projeto de uma fábrica, uma planta petroquímica ou uma usina nuclear, os riscos de SMS (Segurança, Meio Ambiente e Saúde) evidentemente também devem ser considerados.

Uma organização pode ter um limite de aceitação diferente para Custo em relação a Prazo. Por exemplo, pode aceitar um desvio de mais 20% no Prazo, mas apenas 5% no Custo.

Curso do Stonner, pelo IBP,  em Recife - Gerência de Empreendimentos - 1 a 4 de Julho

O PLANO DE GERENCIAMENTO DE RISCOS:

O Plano de Gerenciamento de Riscos deve definir a Metodologia a ser utilizada nos diversos processos que compõem o Gerenciamento de Riscos. Definir quais ferramentas serão utilizadas para a Identificação de Riscos, qual a equipe que irá trabalhar nesta atividade, quais técnicas a serem utilizadas na Análise Qualitativa de Riscos, e principalmente, na Análise Quantitativa de Riscos.

É fundamental também, nesta fase de planejamento, estabelecer a Matriz de Responsabilidades do Gerenciamento de Riscos, também chamada em Inglês de RACI Chart (Responsible, Accountable, Consulted, Informed). Cabe aqui alertar para quem utilizar este modelo que em Português temos as figuras do Responsável e do Executante, e muitas vezes se confunde o termo Responsável (em Português) com Responsible (em Inglês), mas esta equivalência está equivocada. É o que os linguistas chamam de “falsos amigos” ou “falsos cognatos”, palavras que achamos que tem um sentido, por similaridade, quando na realidade o sentido é outro. Neste caso, a equivalência correta é Responsável = Accountable, e Executante = Responsible.

 

RACI Chart (exemplo)

RACI Chart (exemplo)

Riscos existem, e alguns certamente irão se materializar durante a execução do Projeto. Para lidar com os riscos que ocorrem, há que ter verba, portanto tem que ser definido o Orçamento, nele incluídas as reservas de contingência e reservas gerencial.

Cabe aqui fazer uma distinção entre Reserva de Contingência e Reserva Gerencial:

Reserva de Contingência: são as reservas pra “known-unknowns”, ou seja, riscos já identificados, os quais você apenas não sabe se efetivamente irão afetar o seu projeto, e em que extensão. Esta reserva é calculada, baseada nos valores esperados de cada risco, e fazem parte da linha de base de custos (cost baseline).

Reserva Gerencial: são as reservas para “unknown-unknowns”. São riscos totalmente desconhecidos, os quais você só perceberá quando tiverem efetivamente ocorrido. Esta reserva é estimada (por exemplo, com base percentual sobre o valor do projeto), e não fazem parte da linha de base de custos.

É necessário definir os Prazos em que será reavaliada a Análise de Riscos, estabelecer o calendário das Reuniões de Análise Crítica, bem como definir a aplicação da reserva de contingência.

A MATRIZ DE PROBABILIDADE E IMPACTO:

Para categorizar os riscos, utiliza-se frequentemente a Matriz de Probabilidade e Impacto. Ao usar esta Matriz, parte-se do conceito de que o Risco é o produto da probabilidade pelo impacto (consequências).

A Matriz é construída durante o processo de Análise Qualitativa de Riscos. Porém, é importante aqui definir a graduação da Probabilidade e das Consequências, os quais estão usualmente descritos de forma genérica, por exemplo, para a Probabilidade: Muito Baixa, Baixa, Média, Alta, Muito Alta.

Matriz de Probabilidade e Impacto (exemplo)

Matriz de Probabilidade e Impacto (exemplo)

Na fase de Planejamento temos que definir melhor esta escala, conforme a categoria de risco, pois esta escala é muito subjetiva. Mesmo quando criamos uma escala mais objetiva, numérica, por exemplo, Muito Baixa equivale a Menos de 5%, ainda é difícil estimar. Neste caso, vale criar um modelo verbal, tal como:

Muito Baixa = Não há referência desta ocorrência em projetos similares

Baixa = Provavelmente não ocorrerá neste projeto

Média = Deverá ocorrer pelo menos uma vez neste projeto

Alta = Ocorrerá algumas vezes ao longo deste projeto

Muito alta = Ocorrência frequente ao longo do projeto

Com relação aos Impactos, podemos utilizar uma tabela como a seguinte:

Modelo Verbal dos Impactos, segundo as categorias de risco

Modelo Verbal dos Impactos, segundo as categorias de risco

Sendo o Risco = Probabilidade x Impacto, podemos construir a Matriz de Probabilidades e Impactos, e categorizar os riscos. Ainda assim, conforme mencionado acima, as regiões de alto, médio e baixo risco nesta matriz variam de empresa para empresa, conforme seu grau de aversão ao risco. Por exemplo, em termos de SMS, a Petrobras utilizaria um critério mais rigoroso no quesito SMS. Mas isto veremos nos próximos posts. Cadastre seu e-mail no Blogtek (no topo da página, à direita) para ser avisado dos próximos artigos.


Head With Idea Concept by nattavutProsseguindo nosso aprofundamento nos processos que compõem a área de conhecimento Gerenciamento dos Riscos do Projeto, iremos abordar uma fase fundamental, que é “Identificar os Riscos”. Para saber mais sobre o Gerenciamento de Riscos, leia os artigos anteriores do Blogtek: Conceitos do Gerenciamento de Riscos e o Planejamento do Gerenciamento de Riscos.

IDENTIFICAR OS RISCOS: O CONCEITO DE RISCO

Segundo o PMBoK Guide, Risco de Projeto é um evento ou condição incerta que, se ocorrer, terá um impacto positivo ou negativo em um ou mais objetivos do Projeto, tais como Escopo, Prazo, Custo, e Qualidade.

Esta definição desmitifica o conceito de risco é sempre ruim. O risco pode ter um impacto positivo, e neste caso, ao invés de ameaça, ele se torna uma oportunidade.

Também se percebe que risco não é um evento circunscrito às questões de Segurança, Meio Ambiente e Saúde (SMS), como alguns ainda imaginam.

São exemplos de riscos (negativos ou positivos):

  • Baixa disponibilidade de mão de obra
  • Mão de Obra não qualificada
  • Contratos que ultrapassam o valor previsto
  • Redução no prazo de execução do contrato
  • Indisponibilidade de guindastes
  • Não obtenção de um licenciamento ambiental
  • Disponibilização de um método construtivo mais eficiente
  • Não aprovação do EVTE (Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica)
  • Atraso na chegada de um equipamento
  • Não cumprimento do escopo contratual no Prazo

São tantos os exemplos, que se percebe claramente a necessidade de uma equipe multifuncional engajada nesta atividade de identificar os riscos, pois determinados riscos poderão ser percebidos apenas por uma determinada área de especialização.

Curso do Stonner, pelo IBP,  em Recife - Gerência de Empreendimentos - 1 a 4 de Julho

 Identificar os riscos também não é uma atividade única, concluída de uma só vez. É um processo iterativo, pois os cenários mudam, novos riscos surgem, outros deixam de existir, portanto é necessário prever, de acordo com as especificidades do Projeto, uma adequada periodicidade de reuniões de revisão dos riscos.

 TÉCNICAS PARA IDENTIFICAR OS RISCOS

 BRAINSTORMING

 

Brainstorm Definition Magnifier by Stuart MilesÉ a mais usual das técnicas de coleta de dados. Significa “Tempestade Cerebral”, e por vezes é entre nós brasileiros, jocosamente chamado de “Toró de parpite”. Reúne-se uma equipe multidisciplinar, muitas vezes com participações externas ao Projeto, e, com a ajuda de um facilitador, são levantados potenciais riscos. Há algumas técnicas para o Brainstorm, e a principal delas é não estabelecer censura, tal como “Isto jamais ocorrerá”, ou, “Isto não tem nada a ver”. Nenhuma ideia deve ser descartada ou considerada errada. Em uma fase posterior, as ideias serão classificadas por categorias, riscos similares serão agrupados, e posteriormente as melhores contribuições serão selecionadas, e  eventualmente aperfeiçoadas. A utilização de um quadro para anotar as ideias, ou o uso de papeis “post-it” é fundamental.

O facilitador deve ter habilidade em não inibir a formação de ideias, pois já é uma tendência natural do ser humano se resguardar, então o clima deve ser propício à criatividade.

Enquanto fui Gerente do Contrato de Terraplenagem da Refinaria Premium I, devido à minha formação de Engenheiro Mecânico, ao invés de me sentir tolhido em emitir ideias, pelo contrário, me sentia livre para pensar fora da caixa…

 MÉTODO DELPHI

Ao contrário do Brainstorm, onde a exposição é aberta, o método Delphi preconiza que o facilitador prepare um questionário, e o envie para diversos especialistas, os quais responderão de forma anônima. Os questionários respondidos são resumidos, e este resumo é recirculado entre os especialistas, que agregarão mais comentários.

Vantagens:

  • É adequado para a busca de consenso entre especialistas
  • Não requer presença, pode ser feito virtualmente

Desvantagens:

  • É demorado
  • O facilitador tem que ter bom conhecimento do assunto, para poder adequadamente sumarizar as respostas, e submetê-las novamente aos especialistas

 ANÁLISE DE LISTAS DE VERIFICAÇÃO (CHECKLIST ANALYSIS)

Busca identificar os riscos, a partir de listas de verificação (Sim, Não, Não aplicável), obtidas a partir das informações históricas e conhecimento de Projetos similares.

A desvantagem é a tendência de limitar-se apenas aos riscos já conhecidos, de projetos similares, não criando estímulo para que se identifiquem novos riscos, característicos deste novo projeto.

 ANÁLISE DE PREMISSAS

Premissas são conceitos assumidos como verdadeiros para a concepção e planejamento do Projeto. Caso estas premissas não se verifiquem, o planejamento terá falhas, e o projeto como um todo pode não mais ser viável. Por isso, cabe fazer uma rigorosa análise das premissas.

Como exemplo, imaginemos um projeto de implantação de uma usina eólica de energia, em um lugar onde há bastante vento, e onde há carência de energia hidroelétrica, e de gás para suprimento de termoelétricas.

Premissas, na fase conceitual do Projeto:

  • Carência de energia hidroelétrica na região
  • Falta de gás para acionar termoelétricas

Dificilmente esta região passará a ter potencial hidroelétrico, pois isto depende de características de relevo de terreno, bastante imutáveis.

Porém, em uma rodada de blocos exploratórios de óleo e gás, um súbito interesse de empresas para arrematarem estes blocos é indício da possibilidade de presença de gás nesta região, o que poderá inviabilizar economicamente o Projeto.

 TÉCNICAS DE DIAGRAMAS

Diagrama de Causa e Efeito (diagrama de Ishikawa, ou espinha-de-peixe): são úteis para identificar as causas dos riscos.

 

Diagrama de Causa e Efeito, com os 6 "M"s

Diagrama de Causa e Efeito, com os 6 “M”s

Fluxogramas de Processo: evidenciam como os elementos de um sistema se interrelacionam, permitindo identificar causas de falhas.

 

Fluxograma
Fluxograma

Diagrama de influência: há modelos matemáticos bastante complexos, para transformar árvores de decisão em diagramas de influência, mas, para a atividade de identificar os riscos, usualmente é empregado de forma apenas conceitual, criando setas entre riscos, causas, conseqüências, para identificação dos aspectos que mais impactam nos demais, e quais são mais impactados.

Identificar 03

Diagrama de Influência

ANÁLISE SWOT (STRENGTHS, WEAKNESSES, OPPORTUNITIES, THREATS – FORÇAS, FRAQUEZAS, OPORTUNIDADES, AMEAÇAS)

 

Esta é uma ferramenta bastante comum, em que se busca identificar, para uma organização ou para um projeto:

No ambiente interno:

Strengths (Forças): Vantagens internas do projeto em relação aos demais projetos concorrentes

Weaknesses (Fraquezas): Desvantagens internas do projeto em relação aos demais projetos concorrentes

No ambiente externo:

Opportunities (Oportunidades): aspectos positivos que favorecem os potenciais resultados do Projeto.

Threats (Ameaças): aspectos negativos que põem em risco os potenciais resultados do Projeto

Usualmente estes itens são dispostos em um quadro dividido em 4 quadrantes, geometricamente representado:

Análise SWOT

Análise SWOT

Onde:

Forças e Oportunidades – Quadrante Desenvolvimento: Maximizar os pontos fortes para aproveitar as oportunidades detectadas.

Forças e Ameaças – Quadrante Manutenção:  Maximizar os pontos fortes para minimizar os efeitos das ameaças detectadas.

Fraquezas e Oportunidades – Quadrante Crescimento: Desenvolver estratégias para minimizar os efeitos negativos dos pontos fracos e simultaneamente aproveitar as oportunidades detectadas.

Fraquezas e Ameaças – Quadrante Sobrevivência: As estratégias a adotar devem minimizar os pontos fracos e, na medida do possível, enfrentar as ameaças.

 PARECER DE ESPECIALISTAS

Em muitos assuntos, especialistas em determinadas áreas podem ser chamados para auxiliar na identificação de riscos.

 IDENTIFICAR OS RISCOS – LISTA DE RISCOS IDENTIFICADOS

O produto do processo de Identificar os Riscos será uma lista detalhada e categorizada dos riscos. Ainda que potenciais respostas aos riscos possam ser incluídas, estas respostas serão buscadas ao longo da Análise Qualitativa e Quantitativa dos Riscos, e serão incorporados ao mais importante documento desta área de conhecimento, Gerenciamento de Riscos, documento que irá acompanhar o projeto até o seu término, sendo constantemente revisto: o Plano de Respostas aos Riscos.
 

 

101 links para aprender qualquer idioma de graça

19/07/2012

Quer aprender a falar uma língua estrangeira, mas não tem dinheiro? Confira nossa lista com 101 links para aprender qualquer idioma de graça. Há inglês, espanhol, francês, alemão, chinês...


235
 

(Crédito: Shutterstock.com)

(Crédito: Shutterstock.com)

Os links contêm conteúdos até para iniciantes, aproveite!

 

 

Se você quer aprender uma língua estrangeira, mas não tem dinheiro para o curso, agora é hora de parar com desculpas. Separamos uma lista com 101 links para aprender qualquer idioma. Os links contêm conteúdos para iniciantes, canais de vídeos no YouTube com aulas, podcastslivros, ferramentas para correção e tradução, comunidades com pessoas que também estão aprendendo e podem ajudar você, aplicativos para celular e muito mais. Fique atento, pois alguns cursos exigem que você já tenha conhecimentos da língua inglesa. Confira:

 

 

 

» 5 dicas para aprender um idioma pelo YouTube 
» 8 dicas para aprender inglês 
» Saiba quais são as melhores universidades do mundo que oferecem aulas online de graça 
» Universia Brasil desenvolve exclusivos cursos online de inglês, espanhol e mandarim

 

 

101 links para aprender qualquer idioma de graça:

 

Cursos para iniciantes:

 

1. » BBC Languages 
Se você já fala inglês e deseja aprender outro idioma, como grego, francês, italiano, mandarim ou alemão o site BBC Language pode te ajudar. Ele oferece jogos, exercícios, vídeos, áudios e outros materiais em um curso de idiomas online gratuito.

2. » Espacios publicos 
Em um curso introdutório de 20 horas você terá acesso sem custos para aprender os fundamentos do idioma espanhol.

3. » Beginners’ Chinese 
Esse curso, em inglês, é feito para quem nunca teve contato com o idioma mandarim chinês. Em um total de 6 horas ele apresenta, além do idioma, algumas informações sobre a cultura e sociedade chinesa.

4. » French 101 
Um total de 15 aulas introdutórias de francês estão disponíveis online gratuitamente. O conteúdo foi desenvolvido pela Universidade Carnegie Mellon e é necessário falar inglês para completar as lições.

5. » Englishtown 
Se você não fala inglês, mas deseja aprender, confira os materiais oferecidos pela Englishtown. O site promete que, com cinco minutos de prática por dia, você pode aprender o idioma facilmente.

6. » Alemão no Busuu 
Crie uma conta grátis no Busuu e aprenda alemão nos cursos com exercícios, conversação, testes e outros materiais. Além do alemão, o site também oferece cursos de inglês, turco, árabe, italiano, japonês, francês, polonês, russo e espanhol.

7. » Otaku Project 
No Otaku Project você pode aprender a falar japonês online e de graça. Para facilitar a vida dos alunos o site disponibiliza um roteiro de estudos com introduções sobre o idioma, o alfabeto e aspectos da gramática, além de oferecer um espaço para dúvidas, sessão de livros e downloads.

8. » Libras básico 
Para aprender a linguagem dos sinais da língua brasileira em uma plataforma online e gratuita confira o curso de libras básico da Prime Cursos.

9. » Latim 
Se você já fala inglês e deseja aprender latim, confira um curso de introdução ao idioma com 10 horas de duração.

10. » BabelMundo Espanhol 
No site você terá acesso gratuito a exercícios, lições e testes que podem ajudá-lo a aprender espanhol.

11. » Russo em Português 
O blog Russo em Português procura auxiliar pessoas que querem aprender russo e oferece diversos recursos online como guia para autodidatas, notícias sobre a Rússia, dicionários e mais.

12. » Persa básico 
Se você pensa que a língua persa é coisa do passado, está muito enganado. Atualmente ela é falada no Irã, no Afeganistão, Tajiquistão, Paquistão, Uzbequistão e, em menor escala, na Armênia, Turcomenistão, Azerbaijão e no Barein. Se você deseja saber o básico do idioma, como, por exemplo, algumas expressões do cotidiano, confira o dicionário de viagem grátis no site Aprender Línguas.

13. » Aprenda inglês online 
No site Learn English Online você pode conferir de graça mais de 56 lições do nível iniciante ao intermediário e dicas de pronúncia. Além disso, é possível conversar com outras pessoas que fazem o curso no fórum oferecido pelo site.

14. » Italiano na web 
No site você tem acesso sem custos a lições de gramática, verbos, falsos cognatos, expressões idiomáticas e provérbios em italiano.

15. » Hebraico 
O idioma hebraico é falado por mais de 8 milhões de pessoas ao redor do mundo e é uma das línguas mais antigas do mundo. Confira o curso online gratuito oferecido pela Livemocha, faça seu cadastro e comece a aprender.

16. » Libras em inglês 
Se você já é fluente em inglês e deseja aprender a linguagem dos sinais no idioma, confira o curso gratuito no site Lifeprint.com.

17. » Chinês pelo MIT 
O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) oferece um curso de chinês básico, em inglês, por meio de seu site OpenCourseWare.

18. » Esperanto, a língua universal 
Criado no fim da década de 1970 por Ludwig Lazarus Zamenhof, o Esperanto foi feito com o objetivo ser um idioma fácil de aprender, politicamente neutro, que pudesse transcender as divisões nacionais e promover a paz e a compreensão entre as pessoas com diferentes línguas regionais e/ou nacionais. Junte-se ao grupo de 2 milhões de pessoas que falam o idioma e aprenda o Esperanto de graça no site Livemocha.

19. » Holandês 
O blog Brasileiros na Holanda oferece aulas, lições, dicas, exercícios e outros materiais online completamente gratuitos.

20. » Híndi 
O híndi é um dos idiomas mais falados em todo mundo. Aprenda o idioma online e de graça no Livemocha.

21. » Nórdico antigo 
Se você gosta de vikings e cultura nórdica, aprenda a falar o idioma nórdico antigo no site Old Norse for Beginners. É necessário falar inglês, pois o curso é feito nesse idioma.

 

Canais de vídeos:

 

22. » UrgentEnglish 
O canal UrgentEnglish é feito para quem quer aprender inglês de maneira rápida e prática. Ele promete prepara o aluno em um período de quatro a seis meses.

23. » OMGmeiyu 
Em vídeos curtos de, em média, dois a três minutos, expressões e gírias em inglês são traduzidas para o mandarim chinês de maneira divertida e rápida.

24. » Swahili Lessons 
Swahili Lessons oferece uma introdução ao idioma suaíli em lições curtas feitas em inglês.

25. » Let’s Speak Korean 
O canal ruthnp75 oferece 60 vídeos com tutoriais para quem quer falar coreano.

26. » Curso de latim 
O canal Curso de Latim Online oferece atualmente uma introdução ao idioma com informações sobre a língua e a cultura latina.

27. » Learn Italian - Curso Italiano 
O canal oferece mais de 124 vídeos para quem deseja aprender italiano online e de graça.

28. » Curso de idiomas 
O canal Curso de idiomas oferece mais de 146 vídeos com aulas em alemão, inglês, espanhol, tártaro, russo e mais.

 

Podcasts:

 

29. » Podcast Inglês como segunda língua 
O podcast English as a Second Language oferece lições de inglês para pessoas de todo mundo com temas como viagens, relacionamento, entretenimento, negócios, etc.

30. » Podcasts Peace Corps 
O programa de voluntariado norte-americano Peace Corps oferece diversos podcasts com lições de idiomas como árabe na Jordânia, russo no Cazaquistão, francês em Mali e mandarim na China.

31. » Fale chinês 
O site Fale chinês oferece podcasts com diversas lições para que você tenha acesso a uma introdução ao idioma.

32. » GermanPod101 
Faça o cadastro no site, crie sua conta e aproveita as milhares de lições de alemão disponíveis no site. É necessário falar inglês.

33. » Learn Romanian Magazine 
Se você deseja aprender a falar romeno os arquivos do site Learn Romanian Magazine podem ajudá-lo. Confira os podcasts disponíveis e pratique o idioma.

34. » Chinês para iniciantes 
Se você já fala inglês e deseja aprender o mandarim, confira mais de 45 lições em áudio completamente gratuitas feitas pela Open University.

35.» FrancêsZero 
O site FrancêsZero oferece aulas de francês por meio de podcasts e exercícios para quem deseja aprender o idioma.

36. » Esperanto no Lernu! 
O portal Lernu! oferece diversas ferramentas e cursos para quem quer aprender o idioma mundial online e de graça.

37. » Learn Italian 
Confira aulas de italiano no podcast Learn Italian ItalianPod101.com.

38. » Finlandês no Special Finnish 
Traduza a página e aproveite os podcasts oferecidos pelo site para treinar o idioma finlandês.

39. » JapanesePod101.com 
Da mesma série dos podcasts em italiano e alemão, confira a lista com mais de 25 lições para aprender japonês.

40. » Learn Hindi 
Se você já fala inglês e deseja aprender híndi confira os arquivos em áudio com cerca de 20 lições do idioma.

41. » Cody’s Cuentos 
No site você pode aprender inglês e espanhol com podcasts de contos clássicos como chapeuzinho vermelho.

42. » Dicas de português 
O jornal Folha Online disponibiliza podcasts de gramática da língua portuguesa em seu site com dicas de Thaís Nicoleti de Camargo.

43. » Hebrew Podcasts 
Confira 10 lições de hebraico no podcast com áudios sobre temas variados como energia solar, eleições em Israel e impostos

44. » One Minute Catalan 
Se sua desculpa não é dinheiro, mas sim tempo, o podcast One Minute Catalan é a solução. Ele oferece lições curtas de um minuto de espanhol.

45.» Le Journal en Francais Facile 
Seja qual for o seu nível de proficiência no frânces, iniciante ou avançado, não deixe de conferir esse podcast com as notícias apresentadas de maneira acessível para os estudantes do idioma.

46.» ArabicPod 
Confira 30 lições gratuitos de árabe no podcast ArabicPod.

47.» Podcast Russo para Brasileiros 
O blog Russo para Brasileiros oferece aulas do idioma em formato podcast totalmente gratuito.

48.» Notícias em espanhol 
Para praticar o idioma, escute o podcast de notícias da BBC em espanhol.

49.» Japancast 
Mais de 80 arquivos estão disponíveis gratuitamente para que você aprenda japonês por meio de exemplos de conversas do cotidiano e anime.

 

Livros online:

 

50.» Universia Livros 
Na Universia Livros você pode fazer o download de mais de 600 livros grátis em vários idiomas como espanhol e inglês

51.» Scottish Gaelic 
A página no Wikibooks é em inglês, mas se você já fala o idioma pode conferir diversos recursos em gaélico escocês como gramática, pronúncia, frases e mais.

52.» Coreano 
A página contém um conteúdo que formam um curso de coreano, do nível básico ao intermediário, com materiais como exercícios, lições, alfabeto e história.

53.» Japonês 
Com conteúdo inteiramente em português, você pode fazer um curso de japonês por meio do Wikilivros.

54.» Língua polonesa 
A página do Wikilivros oferece um curso em nível básico do idioma e dispõe diversos conteúdos.

55.» Dinamarquês 
A página dispõe 11 lições sobre a língua com ensinamentos sobre nomes, verbos, pronomes, pronúncia e muito mais.

56.» Afrikaans 
O curso do idioma Afrikaans oferecido pelo Wikilivros oferece uma introdução e lições que vão do nível básico ao intermediário.

57.» Catalão 
A página exclusiva do idioma oferece livro lições com sobre o alfabeto, verbos, pronomes, vocabulário e mais.

58.» Textkit 
O contéudo de mais de 180 livros está em inglês e oferece lições gratuitas de latim e grego antigo.

59.» Iídiche 
A língua ídiche ou iídiche é falada principalmente em comunidades judaicas em países como Alemanha, Estados Unidos, Bélgica, França, Argentina, Brasil, Rússia e outros. Ela se desenvolveu a partir de vários outros idiomas, como alemão, polonês, eslavo, hebraico e aramaico. Sua escrita utiliza os caracteres do idioma hebraico. Se você já fala inglês e deseja descobrir mais sobre esse idioma, confira a página do Wikibooks para essa língua.

60.» Francês 
A página do Wikilivros de francês contém seis lições para que você aprenda o básico do idioma sem sair de casa e de graça.

61.»Alemão 
Se você já fala alemão e deseja praticar o idioma confira os livros disponíveis no site Virtual Books com obras que vão de Shakespeare a Edgar Allan Poe.

62.» Italiano 
O site acima também oferece diversos livros em italiano para que você treine sua prática na leitura em italiano.

63.» Espanhol 
Confira o curso de espanhol do Wikilivros e aprenda o idioma.

64.» Árabe 
O curso do Wikilivros vai do básico ao avançado e disponibiliza também informações sobre a cultura.

65.» Grego moderno 
O curso do Wikilivros de grego moderno está em desenvolvimento, mas você já pode conferir diversos conteúdos sobre vocabulário, gramática, fonologia e alfabeto.

66.» Línguas do Sudão 
Se você deseja conhecer um pouco mais sobre as 142 línguas usadas ou faladas no Sudão não perca a página exclusiva do wikilivros para elas.

 

Ferramentas para tradução:

 

67.» Free Translator 
A ferramenta funciona como um tradutor online, mas funciona com um limite de 140 caracteres.

68.» Xanadu 
O site foi desenvolvido para viagens e além do tradutor possui um conversor de moedas, glossários e outras materiais de referência para seis idiomas diferentes.

69.» Google Tradutor 
É rápido e muito fácil de ser usado, na maioria dos idiomas também oferece uma ferramenta de áudio para que você saiba a pronúncia das palavras traduzidas.

70.» Freelang 
Um dos tradutores com mais opções de idiomas, o Freelang oferece 265 dicionários bilíngües para que você traduza suas dúvidas.

71.» Tradutor Bing 
O antigo tradutor Babbel Fish é a ferramenta da Microsoft para tradução online de textos e páginas da web.

 

Comunidades e grupos:

 

72.» Livemocha 
Já demos as dicas do site para aprender diversos idiomas, mas, além disso, você também pode aproveitar o espaço da comunidade dos usuários no site para corrigir seus exercícios, tirar dúvidas e praticar a conversação com pessoas de todo mundo.

73.» italki 
No italki, você pode receber respostas sobre suas dúvidas, ter a sua escrita e exercícios corrigidos e se comunicar com diversas pessoas que, como você, também desejam aprender outro idioma.

74.» Lingopass 
Nesse site é possível participar de discussões de grupos em fóruns ou conversas com apenas uma pessoa em uma sala de bate papo.

75.» UniLang 
Os fóruns disponíveis no UniLang são um ótimo local para praticar o novo idioma que você está aprendendo. O lema do site é “unindo os amantes dos idiomas”.

76.» My Language Exchange 
Junte-se a mais de 1 milhão de usuários em uma comunidade que reúne pessoas de mais de 130 países ao redor do mundo e pratique a língua aprendida com nativos do país de origem do idioma.

77.» Palabea 
Conhecido como o “Facebook dos idiomas”, o Palabea permite que você coloque vídeos e áudios, grave, traduza e, claro, converse com outras pessoas.

78.» Comunidade de aprendizagem de idiomas do Skype 
A plataforma de comunicação online possui uma área exclusiva para que os usuários perguntem e respondam dúvidas e façam contato por meio de conversas com pessoas de todo mundo.

79.» The Mixxer 
O site é parecido com o My Language Exchange, porém é uma plataforma do Dickinson College, nos Estados Unidos, em que os estudantes de idiomas podem ser tanto alunos quanto professores.

80.» My Happy Planet 
No site é possível criar suas próprias lições para outras pessoas ou apenas se comunicar com elas em uma comunidade normal.

 

Ferramentas:

 

81.» Babbel 
No Babbel é possível aprender inglês, espanhol, francês, italiano, sueco, português brasileiro e alemão. Possui mais de um milhão de usuários e um método de ensino e aprendizado diferenciados.

82.» Rikai 
Não se assuste ao abrir o site. Basta passar o mouse sobre qualquer palavra em japonês para descobrir seu significado. Ele funciona com qualquer endereço eletrônico e pode ser usado em diversos navegadores.

83.» Skype para Ipad 
Aproveite todas as facilidades e serviços do Skype diretamente do seu tablet da Apple.

84.» Byki 
O Byki oferece opções gratuitas e pagas e com ele é possível aprender com um método de ensino baseado em palavras do vocabulário em cartões com informações sobre as palavras.

85.» Lingro 
Como o Rikai, o Lingro funciona como um tradutor de palavras em endereços eletrônicos para mais de 12 idiomas diferentes.

86.» ProVoc 
O ProVoc permite que você crie seus próprios cartões de palavras com graus de dificuldade diferentes.

87.» One World Dictionary 
A plataforma funciona em computadores da Apple e oferece mais de 100 mil traduções em espanhol, francês, italiano e alemão.

 

Aplicativos:

 

88.» Turco com Babbel 
O aplicativo da Babbel para celular ajuda você a aprender turco, inglês, espanhol, alemão e mais.

89.» Alemão com o Busuu 
Além do alemão, o Busuu oferece versões do aplicativo para celular em inglês, francês, italiano e espanhol.

90.» Ho-Chunk 
O idioma Hoocak é nativo dos povos norte-americanos e com esse aplicativo é possível aprender um pouco mais sobre a língua.

91.» 50 idiomas 
Pode acreditar, os desenvolvedores desse aplicativo querem ajudar você a aprender 50 línguas diferentes pelo celular.

92.» Mindsnacks 
Além do frânces, o aplicativo de aprendizagem de idiomas ajuda você a aprender italiano, alemão, espanhol, inglês e mandarim por meio de jogos.

93.» Hello-Hello Spanish 
Se você já fala inglês e deseja aprender espanhol ou praticar o que já sabe, confira esse aplicativo para iPad.

94.» Cuebrain! 
O aplicativo é baseado em jogos e permite que você treine mais de 20 idiomas diferentes pelo celular.

95.» myLanguage Free Translator 
Traduza mais de 60 idiomas usando esse tradutor para celular.

96.» Conjugate Spanish Verbs 
Conjugue verbos em espanhol e francês pelo celular.

97.» Vocre 
O Vocre usa tecnologia de reconhecimento de voz para que você traduza o que outras pessoas falam.

98.» eTeacher Hebrew Lessons 
Neste aplicativo você pode aprender o básico do hebraico com a professora Shira Cohen Regev.

99.» Hiragana Lite 
Aprenda os caracteres Hiragana do japonês com esse aplicativo.

100.» Pronunciation Checker 
Confira sua pronúncia em inglês americano, espanhol, francês, alemão, italiano e inglês britânico.

101.» Learn English- PhotoFlashcards 
Fotografe objetivos do seu dia a dia e descubra a definição em inglês.

 

 

 



Conheça 10 jogos educativos online gratuitos

07/02/2013

Gosta de jogos? Confira a lista que reúne games voltados a todas as faixas etárias, que facilitam o aprendizado e auxiliam na formação dos estudantes
 


 

conheca-jogos-educativos-online-gratuitos-noticias

Crédito: Shutterstock.com

Escolas de todo o mundo têm incluído os games no currículo de vários níveis de ensino

 

 

Os professores já perceberam que para onovo perfil de aluno, educar vai muito além da clássica sala de aula. Utilizar jogos digitais que unem aspectos lúdicos com conteúdos pedagógicos pode auxiliar tanto no processo de aprendizagem das disciplinas tradicionais, quanto no desenvolvimento dos estudantes. Por isso, escolas de todo o mundo têm incluído os games no currículo de vários níveis de ensino.

 

» Jogos de lógica modificam o cérebro, aponta estudo 
» 6 tipos de jogos que desenvolvem o cérebro 
» Estudo constata que jogos de Vídeo Game estimulam a criatividade

 

Para estimular o contato com a ferramenta educativa, o Portal Aprendiz preparou uma lista com os principais jogos disponíveis na internet. Confira as opções em português e também em inglês:

 

 

Em Português

 

1. Olimpíadas de Jogos Dirgitais e Educação (OjE)

Imagine uma olimpíada de conhecimento em que alunos dos ensinos Fundamental e Médio podem acumular pontos jogando durante todo ano letivo. Essa é uma iniciativa da Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco. A OjE funciona como uma rede social com games que desafiam os jogadores em uma aventura de RPG que estimula habilidades cognitivas e colaborativas. Há desde enigmas inspirados no Enem e wikigames, que exploram competências interpretativas de leitura, a jogos de realidade alternativa, que misturam atividades virtuais e presencias.

 

2. Ludo Primeiros Passos

O Ludo Primeiros Passos é um jogo que auxilia no processo de alfabetização de crianças. Em uma espécie de tabuleiro virtual, o jogador precisa conduzir o seu carro até o final, vencendo desafios que brincam com letras, palavras e sílabas.

 

3. Contra a Dengue

Para passar por casa fase, o personagem deve eliminar o mosquito causador da doença em diversos cenários e com diferentes desafios. Voltado ao público em geral, o game auxilia na conscientização do combate à dengue, ensinando práticas para erradicar o inseto inimigo.

 

4. Cidade Verde

Em um ambiente virtual, o aluno é o prefeito que deve construir sua cidade de forma sustentável, atendendo às necessidades sociais e desenvolvendo a economia com preocupação ambiental. Por meio de desafios, são abordados temas como mobilidade, coleta de lixo, tratamento de esgoto, desmatamento, consumo e gestão pública de gastos.

 

5. Mito da Caverna

O jogo se inspira na famosa parábola do filósofo Platão, que mostra como o ser humano pode se libertar da escuridão que o aprisiona por meio da luz da verdade. Voltado a estudantes do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, o conteúdo pedagógico do Mito da Caverna foi construído com base nos Parâmetros Curriculares Nacionais. No site estão disponíveis um Guia do Professor, que orienta como o jogo pode ser usado como prática educadora, e um sistema para avaliação e acompanhamento do estudante.

 

Em inglês

 

6. September 12th

O “September 12th” (12 de setembro) foi responsável pela criação do termo “newsgame”, que são jogos eletrônicos baseados em notícias jornalísticas. Na realidade virtual, as bombas não só matam, mas causam danos colaterais e, quando os civis choram, os mortos inocentes se transformam em terroristas enquanto o jogador vai percebendo que não é possível ganhar atirando. Ao transmitir a mensagem que violência gera violência, o jogo pode ser utilizado por professores para discutir o terrorismo.

 

7. Way

Em “Way” (Caminho), o usuário começa a aventura sozinho, mas depois percebe que está jogando simultaneamente com outro jogador, de qualquer parte do mundo. Durante a jornada, um dependerá do outro para continuar e completar os desafios, estimulando o senso de colaboração entre dois estranhos.

 

8. Elude

O jogo pretende desmentir a visão de que a depressão é simplesmente uma tristeza, mas um sentimento complexo que representa uma falha de conexão com o mundo exterior. Por meio de uma experiência metafórica, “Elude” (Iludir) mostra ao jogador como a ascensão e queda de humor podem ser vivenciados em diferentes perspectivas.

 

9. Closed World

Esse jogo revela os desafios enfrentados pela juventude LGBT, estimulando a luta por seus direitos. Em Closed World (Mundo fechado), o personagem deve desconsiderar os rumores de que existem demônios na floresta que supostamente poderiam destruir a aldeia, e superar as dificuldades de uma relação proibida explorando o que está dentro da floresta.

 

10. Climate Challenge

Em Climate Challenge (Desafio do Clima), o jogador assume o papel de presidente da Europa e deve promover políticas públicas adequadas para cumprir a meta de reduzir as emissões de carbono até 2100. Ao mesmo tempo, ele deve verificar se há água, energia e alimentação suficiente para a população, controlando seus gastos.

 Fonte: Universia Brasil

120 livros acadêmicos para download gratuito

27/09/2011

Os livros são disponibilizados pela Cultura Acadêmica, parte da Fundação Editora da UNESP



(Crédito: Shutterstock.com)

(Crédito: Shutterstock.com)

 

 

Universidade Estadual Paulista (UNESP), através da Cultura Acadêmica (um dos braços de sua editora principal), está disponibilizando 120 títulos acadêmicos em formato digital para download gratuito. Os livros estão divididos em 23 áreas do conhecimento e são voltados para estudantes de graduação e pós-graduação que precisam de material de apoio para desenvolver projetos acadêmicos.

 

 

 

 

 

» Mais de 600 livros para download de graça 
» 18 livros que você precisa ler antes de morrer 
» 50 livros clássicos em português para download grátis

 

 

Confira nos links a seguir quais são os livros disponibilizados pela Cultura Acadêmica:

 

 

 

 

Tagsdownload livros grátislivros acadêmicosLivros acadêmicos de ArtesLivros acadêmicos de BiologiaLivros acadêmicos de CiênciasLivros acadêmicos de Ciências HumanasLivros acadêmicos de Ciências SociaisLivros acadêmicos de ComunicaçãoLivros acadêmicos de Design,Livros acadêmicos de DireitoLivros acadêmicos de EconomiaLivros acadêmicos de Educação,Livros acadêmicos de Estudos LiteráriosLivros acadêmicos de FilosofiaLivros acadêmicos de GeografiaLivros acadêmicos de HistóriaLivros acadêmicos de LetrasLivros acadêmicos de LinguísticaLivros acadêmicos de LiteraturaLivros acadêmicos de MatemáticaLivros acadêmicos de MúsicaLivros acadêmicos de PolíticaLivros acadêmicos de PsicologiaLivros acadêmicos de SociologiaLivros acadêmicos de Tecnologialivros acadêmicos downloadlivros grátislivros na íntegralivros para downloadlivros UNESPobras acadêmicasobras completas

SITES COM SERVIÇOS GRATUITOS

GERENCIAIS, ADMINISTRATIVAS, TÉCNICAS E OPERACIONAIS
 
 
www.agrho.com.br (exclusivo para profissionais do segmento de Agronegócios) 
www.agrobase.com.br/oportunidades (exclusivo para profissionais do segmento de Agronegócios)
www.apimecsp.com.br (exclusivo para profissionais do segmento de Mercado de Capitais)
 
www.canalrh.com.br (site para cadastro de vídeo-currículo)
 
 
www.ceatsp.org.br/portal (site de iniciativa governamental)
www.cst.org.br (site ligado à Força Sindical)
 
 
www.empregabrasil.org.br (site de iniciativa de organização não-governamental)
www.emprego.sp.gov.br (site de iniciativa governamental)
www.freejobs.com.br (voltado a trabalhos temporários)
www.freela.com.br (voltado a reunir profissionais freelancers) 
www.granulito.mte.gov.br/imoweb/index.xhtml (site de iniciativa governamental) 
www.insertrh.com.br (exclusivo para área de Eventos)
www.ismbr.net (exclusivo para Tripulantes de Serviços Marítimos)  
www.mudedeemprego.com.br (site vinculado à Revista Você SA)
www.ndv.com.br (exclusivo para profissionais de Vendas)
 
www.portaltrabalheembarcado.com/vagas2/ (exclusivo para Tripulantes de Serviços Marítimos) 
www.promotemp.com.br  (voltado a profissionais da área de Promoção e Merchandising)
 
www.rhvendas.com.br (exclusivo para profissionais da Área Comercial)
 
 
www.solucao5.com.br (voltado a profissionais das áreas de Eventos, Marketing e Trade Marketing)
www.v2v.com.br (exclusivo para profissionais da área de Vendas) 
 
www.wpharhma.com.br (vagas exclusivas para Farmacêutico, Químico, Alimentício e outras atividades correlatas à área de Biologia Molecular e Diagnóstica) 
 
EXECUTIVOS, ALTAS/MÉDIAS GERÊNCIAS, ESPECIALISTAS E ANALISTAS
www.atkearney.com.br 
www.ahfrh.com.br
www.a2zconsultores.com.br 
www.aaronsearch.com.br
www.abmsearch.com.br
www.abrahams.com.br
www.across.com.br
www.acting.com.br
www.advanceassessoria.com.br
www.agnis.com.br
www.agritalents.com.br (exclusivo para profissionais do segmento de Agronegócios)  
www.atuteleers.com.br
www.alexmann.com.br
www.apassessoria.com.br 
www.arc-recruiting.com.br
www.arsennal.com.br (cadastro de vídeo-currículo)
www.asapexec.com.br
www.ascendrh.com.br
www.aesc.org (voltado exclusivamente a Consultores) 
www.athelas.com.br
www.authent.com.br
www.aywa.com.br
www.bain.com 
www.benvegnu.com.br
www.braintrade.com.br
www.brightlink.com.br
www.bsconsultores.com.br
www.businesspartners.com.br
www.csarh.com.br
www.caccuri.com.br
www.caseconsultores.com.br
www.cassiomattos.com.br 
www.catenon.com
www.chapmanblack.com
www.chiefmonster.com (voltado a posições de Vice-Presidentes e Presidentes) 
www.clsearch.com.br
www.crossing.com.br
www.ctnet.com 
www.culturarh.com.br  
www.cvbrasil.com.br 
www.cvconsult.com.br
www.cvex.com.br
www.dassgro.com.br
www.debernt.com.br
www.dmrh.com.br
www.dianavilasboas.com.br 
www.dpsconsult.com.br 
www.dqueiroz.com.br 
www.e-meritor.com.br 
www.egonzehnder.com
www.eigenheer.com.br
www.enrich.com.br
www.executives.com.br
www.fantozziassociates.com.br
www.fesa.com.br
www.flowef.com (exclusivo para Alta Direção e área de Finanças) 
www.focalpointexecutivos.com.br
www.gamito.com.br
www.gazzettatalent.com.br
www.geniale.com.br
www.gnext.com.br
www.goldenhead.com.br
www.gracecompany.com.br
www.greenhill.com.br
www.grupoprorh.com.br
www.guerraassociados.com.br
www.grupositi.com.br
www.hays.com.br
www.hamiltonfonseca.com.br 
www.hecros.com.br
www.heidrick.com
www.holdenrh.com.br
www.hortoninternational.com
www.humanbrasil.com.br
www.huntercg.com.br  
www.ideea.com.br  
www.imd-search.com.br
www.intelectorh.com.br
www.interlakenexecutive.com.br
www.javanpartners.com.br
www.jobhunting.com.br 
www.juntobrasil.com
www.jungexecutive.com.br
www.k2partnering.com
www.kempconsultoria.com.br
www.kenclark.com
www.kienbaum.com.br
www.konsult.com.br
www.kornferry.com
www.korum.com.br 
www.krutconsult.com.br
www.lc-grupo.com.br
www.leadertrust.com
www.libercon.com.br
www.logicarh.com.br
www.lopesborghi.com.br
www.machadodecampos.com.br
www.marciobamberg.com.br
www.marcondelli.com.br
www.mariaca.com.br
www.mavis.com.br
www.michaelpage.com.br 
www.msarh.com.br
www.mtdrh.com.br 
www.multilabor.com.br
www.murayamamaciel.com
www.mussi.com.br
www.mvaconsultores.com.br
www.netco.com.br
www.neoplanrh.com.br 
www.nicholsonintl.com
www.nrh.com.br
www.odgersberndtson.com.br
www.oficinarh.com.br
www.oficiusrh.com.br
www.olmosferreirarh.com.br
www.ontimerh.com.br
www.optionsgroup.com
www.orientha-headhunters.com.br
www.pagepersonnel.com.br 
www.passarelliconsultores.com.br
www.personnelsupport.com.br
www.peopletalent.com.br
www.phenomenarh.com.br
www.phoenixconsultoria.com.br
www.placementconsulting.com.br
www.placerh.com.br 
www.plusrh.com.br
www.potencialrh.com.br
www.praconsulting.com.br
www.praxisconsult.com.br
www.principal-selection.com.br
www.projetorh.com.br
www.racionalrh.com.br
www.rhestrategia.com.br
www.rightmanagement.com.br
www.roberthalf.com.br 
www.robertwong.com.br
www.rolandberger.com.br
www.rsgbrasil.com.br
www.russellreynolds.com
www.searchrh.com.br
www.seniorsexecutive.com.br
www.simonfranco.com.br
www.stantonchase.com
www.starhunter.com.br
www.staffrh.inf.br 
www.stautrh.com.br
www.tailormade.com.br
www.tagconsultores.com.br
www.talentfour.com.br
www.talentsolution.com.br
www.talentsrh.com
www.tamiza.com.br
www.tasabrasil.com.br
www.tim-maritima.com.br/pt/ (exclusivo para profissionais do segmento de Petróleo e Gás)
www.thomascase.com.br 
www.tmp.com
www.trackjobs.com.br
www.transearch.com.br
www.triorh.com.br
www.valuepartners.com/pt 
www.vidaexecutiva.com.br 
www.visaorh.com.br 
www.vippertalentos.com.br
www.vivatalentos.com.br
www.wpharma.com.br (exclusivo para profissionais do segmento Farmacêutico)
www.z4.com.br
www.zagwork.com
www.zoilatalents.com.br

TI, WEB, TELECOM E NOVAS MÍDIAS
 
www.trackjobs.com.br (inclusive Executivos de TI) 
www.verxconsulting.com.br
 
ESTÁGIOS, TRAINEES E APRENDIZES
 
 
ÁREA DA SAÚDE
www.pegaplantao.com.br (existe modalidade paga e gratuita)
 
 
www.vagasaude.com.br (gratuito por 10 dias)


TRABALHADORES DOMÉSTICOS
www.vagascuidador.com (exclusivo para Cuidadores de Idosos)
www.vipsdomesticas.com.br

PROFISSIONAIS DA TERCEIRA IDADE
www.cristinafogaca.com
www.cuidardeidosos.com.br/classificados 
www.empregos2-portalterceiraidade.blogspot.com.br
www.empregos-portalterceiraidade.blogspot.com.br 

CÂMARAS DE COMÉRCIO 
Afro-Brasileira: www.afrochamber.org
Árabe-Brasileira: www.ccab.com.br 
Belgo-Luxemburguesa: www.belgalux.com.br 
Brasil – Alemanha: www.ahk.org.br
Brasil – Angola: www.angolabrasil.org.br 
Brasil – Argentina: www.camarbra.com.br 
Brasil – Austrália: www.australia.org.br 
Brasil – Canadá:  www.ccbc.org.br 
Brasil – Chile:  www.camchile.com.br 
Brasil – China: www.ccibc.com.br 
Brasil – Espanha: www.empregos.camaraespanhola.org.br
Brasil – França: www.ccfb.com.br 
Brasil – Holanda: www.dutcham.com.br 
Brasil – Índia: www.ccbrasilindia.org.br
Brasil – Inglaterra: www.britcham.com.br 
Brasil – Irã: www.camiranbrasil.com.br 
Brasil – Iraque: www.brasiliraq.com.br 
Brasil – Israel:  www.cambici.com.br
Brasil – Itália: www.italcam.com.br 
Brasil – Japão: www.pt.camaradojapao.org.br 
Brasil – Líbano: www.ccbl.com.br 
Brasil – Moçambique: www.ccbmz.com 
Brasil – Panamá: www.camarabrasilpanama.com.br 
Brasil – Portugal: www.camaraportuguesa.com.br 
Brasil – Rússia: www.brasil-russia.org.br
Brasil – Suécia: www.swedcham.com.br 
Brasil – Suíça: www.swisscam.com.br 
Brasil – EUA: www.amcham.com.br
 
INTERCÂMBIO E TRABALHO NO EXTERIOR
www.afebrae.com.br
www.afs.org.br
www.apec.fr 
www.australiancentre.com.br 
www.azics1.tempsite.ws
www.belta.org.br
www.bestwayintercambios.com.br
www.bethcoutinho.com.br 
www.bexintercambio.com.br
www.bil.com.br
www.bos.tur.br/site
www.cadresonline.com 
www.caep.com.br/caep
www.canadaparabrasileiros.com 
www.careerbuilder.com 
www.casilworkstudy.com.br
www.centraldoestudante.com.br 
www.chirac.org 
www.ci.com.br
www.ciadointercambio.com.br
www.connectionline.com.br
www.cp4.com.br 
www.crew.com.br 
www.culturaglobal.com.br
www.culturaladventure.com.br
www.intercambiocristao.com.br
www.daquipromundo.com.br
www.desbrav.com
www.dmp.com.br
www.e-dublin.com.br
www.education.org.br 
www.educnet.com.br
www.edufindme.com/expo/br 
www.ef.com.br
www.elsatours.com.br
www.empregopelomundo.com
www.esquema.com.br
www.estadosunidosbrasil.com.br
www.estagiar-rs.com.br 
www.etcintercambio.com.br
www.experimento.org.br
www.expomundi.com.br
www.fitintercambio.com.br
www.freelancers.net 
www.friendsintheworld.com.br
www.globaljob.com.br
www.globalvillage.com.br
www.gostudy.com.au
www.gotolondon.net
www.gotoworld.com.br
www.greensystem.com.br
www.highconnections.com.br
www.hopstop.com
www.iaeste.org 
www.iapa.org
www.icce.com.br
www.idiomas-intercambio.com
www.ie-intercambio.com.br
www.iepbrazil.com
www.improvement.com.br
www.informationbrazil.com 
www.interbrasil.org
www.intercambio.com.br 
www.intercambioconnexion.com.br
www.intercambiocultural.com.br
www.intercambioglobal.com.br
www.intercambio-franca.com
www.intercambiovision.com.br
www.intercultural.com.br
www.internationalschools.com.br
www.intervip.tur.br
www.joblighted.com 
www.jobsinjapan.com 
www.jobsearch.org
www.js.justtechjobs.com
www.justintercambios.com.br 
www.kangarootours.com.br
www.kaplaninternational.com
www.krop.com 
www.latpro.com 
www.londonconnexion.com.br
www.londonhelp4u.co.uk
www.lusobrasilacademico.com
www.masterexchange.com.br
www.mangointercambios.com.br
www.mbrazil.com.br
www.migrationexpert.com 
www.moinhotur.com.br
www.mundialintercambio.com.br
www.newexperience.com.br
www.nowhiring.com 
www.numberoneviagens.com.br
www.pole-emploi.fr
www.portaldointercambio.com.br
www.rodamundo.tur.br
www.rotaryintercambio.com.br
www.salaodoestudante.com.br
www.siptravel.com.br
www.sis-intercambio.com.br 
www.solucaorh.com.br  
www.speaktrips.com
www.sprachcaffe.com
www.stb.com.br
www.studyglobal.net
www.studywork.com.br
www.stwintercambio.com.br 
www.summerjobs.com
www.tandemsantiago.cl
www.tempo-ei.com
www.tgkstudents.com.br 
www.tgkrh.com.br (exclusivo para trabalho no Japão) 
www.thisway.com.br 
www.travelartha.com
www.travelmate.com.br
www.triptolearn.com
www.truecareers.com 
www.trueexperience.com.br 
www.upgradeintercambio.com.br
www.upward.com.br/site
www.vec.ca/portuguese/1/ 
www.viamundo.net
www.voudemochila.com.br 
www.vmintercambio.com.br
www.west1-australia.com.au
www.wewalk.com.br
www.workandtravel.com.br 
www.workusa.com.br
www.workinaustralia.net
www.worldstudy.com.br

www.yazigitravel.com.br
www.yepbrasil.com

CONCURSOS PÚBLICOS 
www.acheiconcursos.com.br
www.betaconcursos.com 
www.brasilconcursos.com 
www.caipimes.com.br
www.vemconcursos.com
www.vunesp.com.br 

O Blog Além do RH não possui nenhuma ligação com nenhuma das empresas acima. Logo, qualquer dúvida ou reclamação sobre atendimento ou serviços prestados pelas mesmas, não faça ao Blog e sim diretamente à empresa correspondente. Dessa forma, qualquer mensagem deste tipo, será moderada e não será divulgada.
___________________________________________________________
 

GRUPOS DE DIVULGAÇÃO GRATUITA DE VAGAS NO YAHOOGROUPS
O Yahoo possui grupos temáticos e na listagem abaixo estão relacionados os grupos voltados a divulgação de oportunidades de trabalho. Para fazer parte do grupo interessado, envie uma mensagem para o respectivo email e comece a receber as vagas diretamente em seu email. 

grupoderecursoshumanosjh@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional) RECOMENDO!
abcpaulista_empregos-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para a região do ABC)
bioempregos-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de Biologia)
biologyjobs-subscribe@yahoogroups.com (somente profissionais de Biologia) 
CariocaVagas-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para o estado do RJ)
 
computacaoeemprego-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de TI) 
circuloderh-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)
delphi-empregos-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de TI) 
design_rj@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de Design do RJ)
emprega_brasil_mg-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para estado de MG)
emprega_brasil_rj-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para estado do RJ)
emprega_brasil_sp-subscribe@yahoogrupos.com.br  (vagas para estado de SP)
emprega_americana-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para interior de SP)
emprega_campinas-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para Campinas e região)
emprega_RMC-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para Campinas e região)
EMPREGAJUNDIAI-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para Jundiaí/Campinas e região e SP/Capital)
empregando_cps-subscribe@yahoogrupos.com.br  (vagas para Campinas e região)
empregario-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para estado do RJ)
emprego_bh-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para BH e região metropolitana)
emprego_campinas-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para Campinas e região, SP/Capital e MG/Sul)
emprego-ce-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para estado do Ceará)
empregoCERTO-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)
empregoembh@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)
emprego_niteroi-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para Niterói)
emprego_online-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)
emprego_para_profissional_rh-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de RH) 
emprego_para_profissional_rh_e_dp-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de RH)
emprego_sp_grande_sao_paulo-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para SP e Grande SP)
emprego-subscribe@yahoogrupos.com.br  (vagas para BH e região metropolitana)
 
 
emprego_urgente-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)
EMPREGOS_BH-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de Finanças de BH)
empregosdeinformatica-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de TI) 
empregoseestagios-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)
empregosemrecife-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para Recife e região)
empregos_mg-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para o estado de MG)
empregosmogieregiao-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para Mogi Guaçu e região)
empregos-para-engenheiros-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de Engenharia) 
Empregos-rh-subscribe@yahoogrupos.com.br (empresas de recolocação) 
empregos_rio_sp_brazil-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para o estado do RJ)
empregos_RMC-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para Campinas e região)
Empregos_sao_goncalo_niteroi-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para São Gonçalo e Niterói)
empregos_sp-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para o estado de SP)
empregos-ti-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de TI) 
empregostecnologicos-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente área Química e Farmacêutica)
euconseguiumemprego-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)
 
enfermagem_empregos-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de Enfermagem)
farma-empregos-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais da área Farmacêutica)
grupodoalexrj-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para o estado do RJ)
informatica_cps@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de TI)
lisatadasandramara-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)
lista_da_renata-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)
listadasimone-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)
lista_do_marcelo-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)
 
macaeeadjacencias_oportunidades-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para Macaé e região)
MILVAGASEMPREGOSCAMPINAS@yahoogrupos.com.br (vagas para Campinas e região)
mobilerhvagas-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para o estado do Ceará)
muraldevagas-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)
 
ofertas-emprego-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)
oportunidadesempregobh-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para BH e região metropolitana)
Oportunidades_Prof_Falcao-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de Finanças)
panelinhaderh@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de RH)
Petroleo_Vagas-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de Petróleo e Gás)
php-empregos-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de PHP) 
profissionaisdetelecom-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de Telecom)
publici_jobs@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de Publicidade e Marketing)
recrutvagasce-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para as regiões Norte e Nordeste)
rh_rs-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de RH) 
rhvagascv@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)
riovagas-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para o estado do RJ)
RIO_VAGAS-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para o estado do RJ)
rjvagasgratis-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para o estado do RJ)
rj_vagas-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para o estado do RJ)
spvagas-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para o estado de SP)
sosempregos-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)
STAT-MATH-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de Matemática, Estatística e Mercado Financeiro)
telecomempregos-subscribe@yahoogroups.com (somente profissionais de TI, Eletrônica e Telecom) 
ti-empregos-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de TI)
TST_VAGAS-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de Segurança do Trabalho)
vagasbrasil-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)
vagasdiarias-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)
vagas_e_emprego_para_vendedores-subscribe@yahoogrupos.com.br (somente profissionais de Vendas) 
vagasetalentos-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)
vagas_rio-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para o estado do RJ)
vagas_rj-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas para o estado do RJ)
vagasemprego-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)
walkyfergon-subscribe@yahoogrupos.com.br (vagas em nível nacional)

Qualquer dúvida ou reclamação em relação aos Grupos do Yahoo, não faça a este Blog e sim diretamente ao grupo correspondente.
 ________________________________________________________________
 
GRUPOS DE DIVULGAÇÃO GRATUITAS DE VAGAS NO FACEBOOK
O Facebook possui grupos temáticos. Na listagem abaixo, estão relacionados os grupos voltados a divulgação de oportunidades de trabalho. Para fazer parte do grupo interessado, acesse a rede social através dos links e passe a integrar os respectivos grupos. 

 _________________________________________________________________
 
 
 SITES COM SERVIÇOS PAGOS
www.empregos.com.br
www.fastjob.com.br
www.jobshopping.com.br (existe modalidade gratuita, mas também serviços pagos)
www.maier.com.br
www.manager.com.br
www.netcarreiras.com.br  (exclusivo para profissionais de TI)
www.penseempregos.com.br
www.perfilprofissionalrh.com.br (existe perfil gratuito e também de perfil pago) 
www.plugempregos.com.br





Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Mais informações sobre as opções de formatação

Agenda

Traduza em tempo real

Enquete

Qual o curso que você gostaria de fazer:

Convide um amigo

Recomendar MF Cursos On Line a:
Canais 


Compartilhar / Salvar

Clique na imagem para montar